Empresa de Felgueiras transforma balões de aniversário com defeito em solas para calçado

Sabia que um em cada 100 balões produzidos têm defeito? E que o seu destino são aterros onde se decompõem lentamente? A ISI Soles desenvolveu um processo que dá uma nova vida aos balões com defeito, transformando-os em solas para calçado.

A ISI Soles, uma unidade industrial dedicada ao calçado, sediada em Felgueiras, no distrito do Porto, está a transformar balões em solas para sapatos.

“Um em cada 100 balões são produzidos com defeito e, não havendo até ao momento soluções para a sua reciclagem, o seu destino são aterros, onde se decompõem lentamente”, explica a ISI Soles, que desenvolveu um processo que permite incorporar no seus produtos balões com defeito, criando “solas para calçado que dizem ser ecológicas, baseadas na reciclagem”.

A empresa lançou recentemente e por ocasião do Dia Mundial da Criança a sua nova coleção de solas para criança fabricadas a partir de balões de festas e aniversários defeituosos.

“São solas sustentáveis, que ajudam a proteger o planeta. A preocupação com o ambiente e a sustentabilidade é uma constante na ISI Soles. Procuramos constantemente novas matérias que que sejam possíveis de reciclar e incorporar nas nossas solas. Especialmente materiais e resíduos que não sejam biodegradáveis e para os quais a sociedade ainda não encontrou formas de as reciclar”, explicou Vítor Mendes, gerente da ISI Soles.

O responsável dá como exemplo estas solas para criança feitas a partir de balões defeituosos ou a coleção de solas apresentada em 2020 feitas a partir bolas de ténis em fim de vida. “São dois produtos que, normalmente, vão para aterros, pelo que a sua reciclagem é uma efetiva mais valia para o meio ambiente”, observou Vitor Mendes.

A ISI Soles exporta cerca de 90% da sua produção. A empresa tem cerca de 20 anos de experiência e uma produção de 2,8 milhões de pares por ano.

Comentários

Artigos Relacionados