C-Health Congress debate singularidade na saúde e avalia inovação das start-ups

Os desafios do setor da saúde vão estar em análise no C-Health Congress, um evento que também vai abordar a inovação tecnológica da atividade.

A 4.ª edição do C-Health Congress reunir especialistas do setor da saúde para debater a “Singularidade na Saúde”, através de apresentações, mesas e pitchs de ideias relacionadas, com inovação e desenvolvimento. O evento já tem data marcada e realiza-se no dia 22 de outubro, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Numa organização anual da IFE by Abilways, o congresso volta a dar destaque à tecnologia ao serviço da saúde. De que forma se está a incorporar a tecnologia no ecossistema da saúde é um dos quatro grandes temas em debate, no qual se vai abordar os problemas do setor que se pretendem resolver com estes recursos ou o papel da Inteligência Artificial  (IA) para combinar dados com pensamento clínico.

Outras das temáticas em analise será a investigação e ética na inovação em saúde e neste ponto serão avaliadas as potencialidades da relação das start-ups com o setor da saúde, com apresentação pitches; a utilização de aplicações no setor da saúde, e, ainda, o que procuram os investidores.  Esta vertente do congresso será complementada com outro dos temas principais em debate: RGDP e a proteção da privacidade dos pacientes.

O C-Health Congress  contará com a presença de oradores de entidades como a  Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, Lusíadas, Fundação Champalimaud e Universidade da Beira Interior, entre muitos outros.

Como explicou Irene Moreira, da IFE By Abilways e coordenadora do congresso, este “é um evento construído de forma a ser provocador do diálogo entre doentes, médicos e profissionais de saúde, administradores hospitalares, investigadores, indústria, tecnologia… Trata-se de um ecossistema imenso na sua diversidade, interliga conhecimento, inovação, investimento e recursos”.

Comentários

Artigos Relacionados