Nas últimas duas décadas, a comunicação tem vindo a ser alvo de uma grande transformação, principalmente a comunicação de massas. Hoje, as ferramentas que existem para se atingir um público mais alargado estão acessíveis a qualquer pessoa, de forma simples, e qualquer um pode fazer “chegar a sua voz” através de um simples smartphone.

É também um ambiente propício à proliferação de termos como personal brand. Atualmente, através de uma simples pesquisa no Google, é possível descobrir quem é determinada pessoa e ficar a conhecer as suas opiniões e a sua persona virtuale. Num mundo onde a arte digital é vendida por milhões de dólares e as conversas giram em torno do metaverso, a persona digital está a ofuscar a pessoa real.

É, por isso, importante saber que existe uma diferença entre credibilidade pessoal e marca pessoal. A primeira é sinónimo de honestidade, integridade, confiança, entre outros. Já a segunda refere-se às habilitações literárias, à experiência, ao desempenho e ao crescimento profissional comprovado.

Assim sendo, a marca pessoal consiste na prática de criar uma marca em torno de uma pessoa e não de uma entidade comercial, ajudando os profissionais, das mais diversas áreas de negócios, a darem um salto qualitativo nas suas carreiras, posicionando-se como especialistas na respetiva área.

Assim sendo, qual é a diferença entre credibilidade e marca pessoal?

A credibilidade está relacionada com a empatia e honestidade; a marca pessoal tem que ver com o conhecimento e a informação em determinada área. Quando os dois conceitos se juntam nascem os verdadeiros líderes de pensamento.

Assim sendo, dedique o tempo necessário para desenvolver a sua marca pessoal, de forma adequada e credível, pois ajudá-lo-á a posicionar-se como um especialista no seu setor. Deixo algumas sugestões que podem ajudar a construir a sua credibilidade pessoal no mundo digital:

  1. Ponha em prática o que transmite
    Escusado será dizer que para construir a credibilidade da sua marca pessoal precisa de ser honesto.
  1. Use as redes sociais
    A mera presença nas redes sociais não é suficiente para construir credibilidade. Deverá publicar de forma consistente, criar um blogue e alimentá-lo com artigos bem fundamentados e partilhar nas redes. Poderá, também, convidar alguém para escrever no seu blogue, apostar no visual branding, é importante que interaja sempre com os seus seguidores e, claro, reconhecer sucessos e erros.
  1. Faça discursos públicos
    Independentemente do setor em que atua, haverá um momento em que terá de falar diretamente – cara a cara – com as pessoas.
    Para ser bom a discursar ou fazer apresentações em público, precisa, sobretudo, de praticar, praticar e voltar a praticar. Se não está pronto para dar o salto para o palco, considere iniciar um podcast, por exemplo. É uma forma de conhecer outras pessoas e de passar a ser conhecido.
    Se não está pronto para dar o salto para o palco, considere iniciar um podcast, por exemplo. É uma forma de conhecer outras pessoas e de passar a ser conhecido.
  1. Melhore a sua estratégia de content marketing
    A melhor maneira de construir credibilidade a longo prazo é fornecer produtos, informações e proporcionar um atendimento, ao cliente, de alto nível. Neste sentido, deixo duas dicas para melhorar a sua estratégia de content marketing:
    Transforme, por exemplo, a resposta de um cliente num conteúdo, pois é provável que o problema de um seja também de muitos outros;
    Use os seus testemunhos com o objetivo de tornar a sua imagem cada vez mais sólida e de confiança.
    Mostre a experiência nas suas redes sociais, no seu site e nos seus vídeos para vendas.
  1. Ensine aquilo que sabe
    Não há melhor maneira de divulgar a sua experiência do que e ensinando algo útil e criando um ambiente onde os seus seguidores possam interagir.

Com o mindset certo, uma abordagem bem planeada e algum trabalho árduo, poderá transformar a sua presença on-line num íman para atrair clientes e meios de comunicação social.

O seu legado está nas suas mãos.


Catarina Correia é licenciada em Design de Equipamento pela Universidade de Lisboa e pós-graduada em Marketing Management, no IPAM. É uma entusiasta em marketing digital com especialidade em social media marketing, gestão comunitária e geração de leads.  Atualmente ocupa o cargo de Head of Marketing & Communication da CEGOC, apesar de ter mais de 11 anos de experiência em Vendas & Marketing e Marketing online tendo sido responsável pela gestão do Departamento de Marketing e Comunicação de algumas empresas na área de formação onde  foi responsável por várias ações de marketing e desenvolvimento no mercado nacional e também Palop’s, através da promoção de contactos estratégicos, criando e desenvolvendo produtos fulcrais na expansão das empresas por onde passou, em diferentes modelos de participação.

Atualmente, na CEGOC, o seu papel está assente no desenvolvimento e execução de estratégias de longo e curto prazo (branding, marketing, desenvolvimento de produtos e abordagem ao mercado), desenvolvimento de negócios e vendas, gestão de relacionamento com clientes e parceiros chave, gestão de RH e RP em eventos importantes (Portugal e internacional).

Comentários