O ecossistema brasileiro de start-ups está a “produzir” projetos inovadores e que no futuro podem atingir o estatuto de unicórnios.

Algumas movimentações recentes no ecossistema brasileiro de start-ups, concretamente a compra da 99 (uma start-up de mobilidade urbana considerada o primeiro unicórnio brasileiro), pela empresa chinesa de aplicações para transportes, a DiDi Chuxing, voltou a colocar o Brasil na mira dos empreendedores nacionais e internacionais.

Na sequência deste  negócio, os especialistas  brasileiros acreditam que são várias as start-ups com negócios inovadores que podem vir a tornar-se futuros unicórnios, ou seja, start-ups avaliadas em mil milhões de euros. O amadurecimento e profissionalização dos empreendedores parece indiciar que o ecossistema brasileiro está no bom caminho. Numa análise Rx ao mercado, os especialistas identificaram as 10 start-ups com mais potencial para ascenderem ao nível unicórnio. Aqui ficam as previsões.

1 – Ebanx
Trata-se de uma start-up que disponibiliza uma solução para quem não possui um cartão de crédito internacional e quer usar os serviços e-commerce internacionais, como o AliExpress, por exemplo. Assim, através do Ebanx, o utilizador pode fazer a compra e fazer o pagamento. Apesar de ainda não ser muito conhecida, os especialistas acreditam, até pelo crescimento exponencial que tem registado, que pode estar muito próxima de atingir o patamar de unicórnio.

2 – GuiaBolso
É uma fintech que ajuda os brasileiros a controlarem o orçamento. Através da importação dos extratos bancários para a aplicação, os utilizadores podem categorizar as receitas e despesas e, assim, planear melhor as suas atividades financeiras. No ano passado, start-up criou inclusivamente a sua própria plataforma de empréstimo.

3 – Movile
A Movile é a empresa responsável por algumas das aplicações que utilizadores brasileiros têm instalados nos seus dispositivos. É o caso iFood ou PlayKids, o primeiro para entrega de refeições e o segundo com conteúdos infanto-juvenis. Com uma estrutura forte em Silicon Valley, a Movile já estabeleceu, inclusivamente, parcerias internacionais como é caso da Disney.

4 – Nubank
Esta é talvez a fintech mais conhecida dos consumidores brasileiros. Em 2017, a Nubank lançou uma conta para pagamentos e um cartão virtual e tem trazido alguma inovação ao sector financeiro brasileiro. Estima-se que esteja avaliada em cerca de 700 milhões de euros.

5 – PSafe
Apesar de pouco conhecida, esta start-up brasileira foi das primeiras a atingir uma avaliação próxima de unicórnio. A empresa fabrica aplicações anti-vírus, uma área cada mais em ascensão à medida que o mundo digital ganha espaço na vida  de todas as pessoas. Recentemente, a PSafe abriu um escritório em Silicon Valley.

6 – Resultados Digitais
Criada em 2011, a Resultados Digitais é uma start-up do universo do marketing digital e criou um evento de referência no sector o RD Summit. Destacou-se no mercado brasileiro e também noutros países da América Latina.

7 – Stone Pagamentos
O produto mais conhecido desta empresa de tecnologia é uma máquina para fazer pagamentos com cartões de crédito e de débito. A simplicidade da solução permite que cada pessoa possa ter o seu ponto de venda. A Stone deve estar próxima de atingir o estatuto de unicórnio, tem escritório em São Paulo e no Rio de Janeiro.

8 – Truckpad
A TruckPad surgiu para estabelecer a ponte entre camionistas e empresas que querem transportar mercadorias, uma atividade empresarial com grande potencial no domínio dos transportes rodoviários brasileiros. Recentemente, a start-up vendeu uma participação do negócio à Mercedes-Benz.

9 – Viva Real
É uma start-up do sector imobiliário que ganhou muita projeção no mercado brasileiro de imóveis. À pouco tempo, anunciou a fusão com o portal ZAP. Ainda não está no nível unicórnio mas mantém-se no “radar” dos investidores.

10 – Zenvia
A Zenvia começou com o serviço de SMS corporativo e passou a estabelecer o relacionamento de grandes empresas com os consumidores. O negócio desta start-up recorre a tecnologias como chatnot e trabalha para clientes como Amazon, Bradesco, Correios, Hyundai e Wizard by Pearson. Não é propriamente uma empresa muito mediática mas está próxima de uma avaliação de unicórnio.

Comentários