Criado há cinco anos por uma jovem portuguesa, o projeto Kutsaca, em Moçambique, precisa de investidores ou parceiros para dar o salto para uma nova etapa. Até dia 24 deste mês tem uma campanha de crowdfunding em curso para criar a Aldeia Kutsaca.

“Ajuda-nos a construir a Aldeia Kutsaca” é o desafio que o projeto Kutsaca levou para a plataforma PPL com uma campanha de crowdfunding em curso até dia 24 deste mês. Objetivo: angariar financiamento para criar uma série de infraestruturas naquela que será a Aldeia Kutsaca.

Kutsaca (que no dialeto local significa Estar Feliz) trata-se de um projeto de cariz social criado por Susana Cravo, uma empreendedora que acredita que a educação é a melhor forma de mudar mentalidades. Começou há cinco anos com a Escolinha Kutsaca e, desde a primeira hora, teve como motivação promover a alfabetização, habilidades pessoais e sociais com crianças dos 3 aos 5 anos, que não tinham qualquer tipo de apoios, e complementar com atividades extracurriculares o processo de desenvolvimento das crianças dos 6 aos 9 anos.

Depois de ter construído uma sala para o pré-escolar, em 2016, com o apoio de mais de 2500 pessoas, e de ter inaugurado a segunda sala para o ATL, em 2017, com o apoio de mais de 120 pessoas, o projeto nunca mais parou e agora quer dar mais um passo em prol da comunidade moçambicana de Mahungo: criar a Aldeia Kutsaca.

A Aldeia consiste num novo espaço de aprendizagem, enquadrado na cultura e recursos locais, que recorre a materiais de impacto positivo no meio ambiente e a métodos de uso de água e energia alternativos. A primeira fase do projeto Aldeia Kutsaca, para o qual a campanha de crowdfunding quer angariar 29.800 euros, envolve a construção de uma vedação, uma sala multiusos, a casa da guarda e uma casa de banho. A  iniciativa conta com o apoio do CAS STUDIO, mas necessita de investimento para poder avançar e concretizar mais uma etapa no processo educativo daquelas crianças moçambicanas e da comunidade envolvente.


A escolinha e a aldeia Kutsaca
O projeto Kutsaca deu os primeiros passos fruto da veia empreendedora de Susana Cravo, portuguesa, com uma carreira profissional construída no setor da supervisão, gestão, formação, conceção e implementação de projetos de desenvolvimento de competências e consultoria, com experiência quer em Portugal quer em Moçambique.

E foi exatamente neste país africano, concretamente na aldeia de Mahungo, na região do Bilene, província de Gaza, que decidiu implementar um projeto educativo de capacitação da comunidade local. Ali, numa palhota, criou uma escola que, desde 2014, promove a alfabetização e educação de base às crianças.

Na plataforma PPL, onde está a decorrer a campanha de crowdfunding, Susana explica que o projeto Kutsaca  “representa a materialização de um sonho e de um processo de transformação pessoal. Cinco anos depois, há um conjunto de conquistas e desafios, que por si só são uma vida, de aprendizagem, de entrega, de partilha, de crescimento”.

Foi um percurso feito de “desertos e oásis”, e onde o espírito empreendedor prevaleceu para ultrapassar os obstáculos de financiamento, e não só, associados a qualquer novo projeto, ainda para mais em África. Agora e mais uma vez, a mentora da Escolinha e Aldeia Kutsaca espera que a campanha em curso na PPL, bem como outros potenciais investidores, ajudem a tornar real esta nova fase deste projeto social.

Resumo:
Responsável: Susana Cravo
Área: Projeto social e educativo
Produto: Escola/Aldeia Kutsaca
Mercados: Moçambique
Necessidade: Investidores/Parceiros
Contacto: escolinhakutsaca@gmail.com
Site:
 www.kutsaca.com

Comentários