O Porto vai receber, no próximo dia 25 de janeiro, uma conferência sobre os desafios causados pela digitalização das empresas. Quadros da Microsoft, Super Bock, Bial e Nors fazem parte do painel de oradores.

A Academia de Liderança ANJE vai iniciar 2018 com a segunda Conferência da Academia de Liderança. Intitulada “Managing People: The digital skills you need”, este evento tem lugar entre as 14.30h e as 19h na sede nacional da Associação Nacional de Jovens Empresários. A participação no evento é gratuita e as inscrições podem ser feitas no site da iniciativa.

Para além da importância crescente que é dada aos conhecimentos digitais, os gestores reconhecem também a relevância do equilíbrio entre as competências técnicas e sociais,  fulcrais para obter equipas com desempenhos de topo. É a partir destas duas tendências sociais e profissionais que se vai desdobrar a conferência da ANJE, de forma a discutir as preocupações dos gestores e líderes no novo contexto de negócios na era digital.

Depois da sessão de abertura, o palco da conferência vai receber Dalia Turner, diretora de recursos humanos da Microsoft, que, com base nos planos e na realidade da gigante tecnológica de Bill Gates, vai intervir com o tema “Preparing for a digital future”. Nesta palestra, Turner vai debater sobre questões que incidem na estruturação das organizações no futuro e como se vão transformar as relações interpessoais nas empresas.

Depois da diretora de RH da Microsoft, Carlos Rouco, coordenador da Academia de Liderança ANJE, vai apresentar as suas ideias sobre os princípios de liderança virtual e introduzir o conceito de equipas virtuais com o tema “Digital Leadership and Virtual Teams”.

Os participantes da conferência vão poder contar ainda com três “Leadership Talks”, onde vão ser analisados três casos práticos da Bial, Super Bock Group e Grupo NORS. O diretor de RH da Bial, José Carlos Ferreira, é o primeiro a subir ao palco para explicar o desafio de “Criar proximidade a 8000 kms de distância”. Segue-se o diretor de pessoas do Super Bock Group, Pedro Ribeiro, que vai levar consigo o caso da recente implementação da nova identidade corporativa da empresa. Por fim, Ana Salomé Martins, diretora de pessoas e comunicação do Grupo NORS, vai explicar o que muda no desenho e na gestão de equipas virtuais em comparação com as equipas clássicas, mostrando ainda como é que as equipas à distância podem ser uma fonte de criação de valor.

Para o coordenador da Academia de Liderança ANJE, “a segunda conferência serve os interesses dos líderes das organizações de pequena, média ou grande dimensão, na medida em que podem identificar fatores críticos de sucesso na gestão de capital humano nesta nova realidade do mercado, intensamente marcada pela valorização das competências relacionais e do conhecimento digital. Estou certo que os exemplos da Super Bock Group, do Grupo NORS, da Microsoft e da Bial vão aproximar os participantes de uma liderança mais eficiente, eficaz e sobretudo consciente dos desafios e benefícios que trazem novos conceitos como as equipas virtuais”.

Comentários