Soluções para a prática do inglês, ferramentas de codificação, gamificação, tutores inteligentes e avaliação digital são algumas propostas das start-ups vencedoras da 3.ª edição dos enlightED Awards, que pretendem identificar e impulsionar as melhores ideias empreendedoras na área da educação em todo o mundo.

Na terceira edição dos enlightED Awards, que distinguem as melhores start-ups de educação, inovação e EdTech, foram apresentadas 458 candidaturas de 57 países. Os prémios foram anunciados durante a conferência mundial enlightED que foi realizada recentemente em formato virtual e que contou com a participação de mais de 40 mil assistentes virtuais de 44 países e mais de 90 especialistas internacionais que, durante cinco dias, refletiram sobre os desafios que a Covid-19 colocou à aprendizagem, ensino e trabalho nas sociedades.

Os enlightED Awards foram criados há três anos com o objetivo de serem uma janela para o mundo e de darem visibilidade às mais inovadoras iniciativas de educação empresarial e tecnológica, com maior impacto social e mais escaláveis. Além das quatro categorias tradicionais, este ano foram adicionadas duas novas que respondem ao contexto da pandemia Covid-19.

Dos projetos apresentados foram selecionados cinco: Edusynch, Prémio IE University Award para a ‘Melhor start-up no Ensino Superior’; Buddy, Prémio South Summit para a ‘Start-up com a melhor solução tecnológica para aprendizagem e formação’; Tomi, Prémio Fundación Santillana para a ‘Start-up com maior impacto social na educação’; Genially, Prémio Wayra para a ‘Start-up com maior escala’, e Korbit, Prémio Fundação Telefónica para a ‘Start-up com a melhor solução durante o Covid-19’.

As cinco vencedoras, que terão acesso ao acelerador de start-ups EdTech IE Rockets, a todo o ecossistema de investimentos South Summit, bem como a sessões de networking com investidores ou empresas que o solicitem, destacam-se pelo ser carater inovador, a sua viabilidade e escala, segundo a organização dos prémios, uma parceria da Fundação Telefônica, IE University, Fundação Santillana e South Summit.

Conheça cada uma das start-ups vencedoras.

Edusynch (EUA). Esta start-up fornece uma solução de avaliação online personalizável, incluindo análise aprofundada e vigilância remota baseada em IA, para que as instituições de ensino possam digitalizar as suas avaliações de alto risco.

Buddy (EUA). Uma aplicação móvel que ajuda as crianças a praticar inglês, conversando com o robô Buddy, um personagem de desenho animado virtual que recorre a inteligência artificial.

Tomi (Colombia). Uma subscrição online que inclui um dispositivo gratuito que permite que os professores ofereçam conteúdo interativo e gamificado, mesmo em salas de aula com pouca ou nenhuma ligação à Internet.

Genially (Espanha). É uma ferramenta de design all-in-one que permite aos utilizadores criar e partilhar conteúdo envolvente, interativo e animado online. Permite criar e enriquecer apresentações, infográficos, experiências de jogo, etc.

Korbit (Canadá). É um tutor inteligente personalizado e interativo em tempo real, projetado para escalar milhares de cursos e milhões de alunos, com vista a ajudar a democratizar a educação.

Comentários