As start-ups selecionadas poderão implementar as suas soluções em empresas líderes nos setores de indústria inteligente, energia limpa e sustentabilidade, alimentos e saúde, como Siemens, Microsoft e Amazon. As candidaturas para o programa BIND 4.0 decorrem até 10 de setembro.

O governo Basco lançou um programa de aceleração e inovação aberta em conjunto com empresas industriais líderes. O BIND 4.0 destina-se a start-ups com soluções para a Indústria 4.0 aplicadas aos setores de indústria inteligente, energia limpa e sustentabilidade, alimentos e saúde que poderão submeter os seus projetos até dia 10 de setembro.

O programa, que terá início em janeiro de 2022, será ministrado em modelo misto, online e presencial. As start-ups selecionadas desenvolverão um projeto real para a Indústria 4.0 para uma ou mais empresas corporativas e terão apoio financeiro de até 150 mil euros.

As start-ups que integrarem o BIND 4.0 serão guiadas por mais de 40 mentores especialistas em aceleração de negócios, novas estratégias de mercado de tecnologia, inovação e empreendedorismo. Além disso, terão acesso a oportunidades de investimento, graças ao Venture Club, ou seja, um clube de investidores, que tem como objetivo reforçar os serviços de apoio e promover o contato entre as start-ups participantes e as entidades de investimento especializadas, pode ler-se no site da iniciativa.

No ano passado, das 750 inscrições apresentadas, as empresas BIND 4.0 selecionaram um total de 31 start-ups e desenvolveram 40 projetos.

Desde o início do programa, em 2016, já foram aceleradas mais de 130 start-ups e desenvolvidos mais de 200 projetos, com um volume de negócios superior a 6,5 ​​milhões de euros.

Resumo:
Responsável: Governo basco
Área: Tecnologia
Produto: Projetos ligados à indústria inteligente, energia limpa e sustentável, alimentos e saúde.
Mercado: Em todo o mundo
Necessidade: Start-ups de tecnologia
Contacto: Site BIND 4.0

Comentários