A aprendizagem e o desenvolvimento de competências são componentes críticas que hoje designamos por “employee value proposition”(proposta de valor na ótica do colaborador). Os estudos e a vivência diária nas organizações dizem-nos que uma grande maioria das pessoas querem estar num ambiente em que possam aprender e crescer, sendo esse um fator essencial na atração, engagement e na retenção de talentos.

Mas o dia a dia nas organizações também nos diz algo mais… diz-nos que as pessoas querem aprender sim… crescer e evoluir sem dúvida…, mas de uma forma diferente, mais eficaz, mais adaptada aos resultados que pretendem alcançar, mais interativa, mais simples. Ou seja… mais ágil.

A aprendizagem Agile é desenvolvida em torno do princípio fundamental de que as pessoas aprendem de forma mais eficaz em pequenas quantidades, sendo autónomas e auto responsáveis pelo seu processo de aprendizagem, e conseguindo medir rapidamente o impacto dessa aprendizagem no seu desenvolvimento pessoal, profissional ou social. O mindset Agile, enquanto modelo e abordagem à gestão de pessoas, encara a aprendizagem como um processo contínuo e flexível, assente nos seguintes pressupostos:

  • Utilizar o mínimo de processos possível
  • Implementar o mínimo de regras
  • Ser ativa face às necessidades do colaborador (em real time)
  • Ser aberta às opiniões do colaborador
  • Ser adaptável às mudanças

Inspiramo-nos nas abordagens ágeis para as soluções que desenvolvemos nas áreas da gestão de pessoas, sendo a nossa oferta em HR&Talent e metodologias em consultoria de RH adaptadas ao mindset ágil e às tendências emergentes da Sociedade 5.0.. Também na forma como encaramos a aprendizagem temos incorporado estes princípios, que adicionámos ao modelo de aprendizagem 70:20:10, que defendemos como o modelo mais completo e eficaz para promover a verdadeira transformação e desenvolvimento de competências, com elevados impactos diretos nos resultados do próprio, da sua equipa e da organização.

Os percursos de aprendizagem 4 REAL® (Real, Efficient, Adapted, Learning) são um exemplo perfeito da forma como integramos as abordagens ágeis com o modelo 70:20:10, desenvolvendo, com base nas necessidades identificadas, percursos compostos por ativos digitais diversificados, intercalados com vários momentos de interação humana. Estes percursos incluem momentos de aprendizagem mais formal (atividades 10), momentos de partilha (atividades 20) e desafios reais em contexto de trabalho (atividades 70). As aprendizagens vão ocorrendo através de “sprints” (ciclos curtos de aprendizagem), personalizáveis (os participantes podem escolher quais os sprints que mais se adequam às suas necessidades) e os resultados e a transferência real para o contexto de trabalho medidos e acompanhados ao longo de todo o percurso.

Acreditamos que esta integração do modelo 70:20:10 com as abordagens ágeis possibilita o aumento exponencial do impacto das soluções que desenvolvemos e permite, por exemplo, que no caso dos percursos 4REAL® consigamos certificar não a presença na ação, nem a aquisição do conhecimento, mas sim a aplicação efetiva das aprendizagens em contexto real de trabalho.

___________________________________________________________________________________

A ocupar atualmente o cargo de HR Consulting Coordinator na CEGOCMaria João Ceitil tem uma vasta experiência como consultora e formadora nos domínios de Gestão de Recursos Humanos, Gestão da Performance Organizacional e Executive Coach. Possui um Mestrado Integrado em Psicologia Clínica pelo ISPA, um Mestrado em Gestão do Potencial Humano pelo ISEG, e uma Pós-Graduação em Gestão dos Recursos Humanos, na Perspetiva da Gestão com as Pessoas, pela Universidade Lusófona.

Possui também diversas certificações e formações, nomeadamente a Certificação em Executive Coaching pela Escola Europeia de Coaching de Lisboa, a certificação em Dynamic Coaching pela Go4 Consulting e a Formação Pedagógica Inicial de Formadores pela CEGOC.

Comentários