A pensar nos espaços públicos fechados e nas exigências de distanciamento devido ao Covid-19, Rui Maia apresentou um projeto, no âmbito da sua tese de Mestrado em Design Industrial e de Produto, da Universidade do Porto. O resultado é uma cabine para a qual procura agora um investidor.

Inspirada nos cascos de madeira das caves de vinho, a PodCasK_workstation apresenta-se como uma cabine que se destina a espaços públicos fechados, como hospitais, centros comerciais e espaços partilhados e de coworking, visando promover o isolamento social, medida resultante da pandemia de Covid-19. Este projeto foi desenvolvido por Rui Maia, no âmbito da sua tese de Mestrado em Design Industrial e de Produto da Universidade do Porto.

“Em determinados espaços partilhados fechados: social, institucional, comercial ou empresarial; sendo frequentados e expostos a várias pessoas e de forma continuada, verifica-se nas distintas áreas a existência de ambientes e materiais com características transmissoras do vírus Covid-19. Em trabalho ou lazer, as pessoas onde quer que estejam necessitam de confiança e segurança para rentabilizar o seu tempo”, começa por explicar o jovem ao Link To Leaders.

“Este projeto tem como principais objetivos colmatar a ausência de equipamentos de isolamento e proteção das pessoas, apresenta uma solução com um sistema inteligente para desinfetar as superfícies interiores da cabine após cada utilização, permitindo renovar o ambiente e satisfazer as necessidades de usabilidade e funcionalidade do equipamento”, revela Rui Maia.

A “PodCasK_workstation” está registada e está em fase de desenvolvimento produtivo para uma cabine, assumindo-se como alternativa aos equipamentos existentes. Segundo o designer, “oferece uma sensação encapsulada e íntima ao utilizador” e tanto pode ser usada para trabalhar, como para relaxar. No interior da cabine, o utilizador pode usar os seus dispositivos tecnológicos.

“O projeto procura aplicar os métodos e ferramentas de design, soluções tecnológicas e inovadoras, nomeadamente através de um sistema autónomo de pulverização ou nebulização, que incorpora para fazer aplicação do desinfetante/descontaminante (bactericida e virucida). Esse isolamento tenta controlar a transmissão entre pessoas e espaços adjacentes nas áreas públicas, resultando numa experiência privada em boas condições, para desfrutar confortavelmente e com mais segurança”, frisa.

Para colocar o equipamento no mercado, Rui Maia procura agora um business angel interessado em investir ou um empresa que queira adquirir os direitos do projeto.

Resumo:
Responsável: Rui Maia
Área: Design Industrial e de Produto.
Produto: PodCasK_workstation
Mercado: Português e europeu
Necessidade: Business angel
Contacto: ruiafm@hotmail.com

Comentários