Como a inteligência artificial está a aprender a escrever, a pintar e a pensar. Este é o mote do livro do inglês Marcus Du Sautoy.

Poderá um computador vir a compor uma sinfonia, escrever um romance premiado ou pintar uma obra-prima? E, nesse caso, seríamos capazes de perceber que a criação se devera a uma máquina? Estas são algumas das questões que Marcus Du Sautoy aborda em “O Código da Criatividade”, um livro que surge numa altura em que o tema da inteligência artificial (IA), suas vantagens e desvantagens, está na ordem do dia.

O autor salienta o facto de, apesar da capacidade extraordinária dos seres humanos em muitas áreas, os novos desenvolvimentos da Inteligência Artificial (IA) estarem a desafiar-nos, porque revelam que muitas tarefas realizadas por humanos podem ser desempenhadas, igualmente bem, pelas máquinas. Mas deixa questões no ar: poderá uma máquina aprender a ser criativa? E não só, poderá alargar a nossa própria criatividade e ajudar-nos a ver oportunidades que nos escapam?

As respostas que “O Código da Criatividade” apresenta podem ser encontradas na descodificação do que significa ser criativo. “Se todas as experiências, esperanças, sonhos, visões, cobiças, amores e ódios que modelam a imaginação humana se limitarem a ser um “código”, mais cedo ou mais tarde uma máquina irá decifrá-lo. Na realidade, Du Sautoy reúne um conjunto eclético de indícios que demonstram que isso está a acontecer neste preciso momento”, opina o The Times.

Quem escreveu
O inglês Marcus du Sautoy, 51 anos, é professor de Matemática da Universidade de Oxford, onde foi nomeado em 2008 para a cátedra Simonyi Chair for the Public Understanding of Science, e membro da Royal Society.

Ao longo dos últimos anos tem estado ligado a vários programas televisivos e radiofónicos, entre os quais a série da BBC The Story of Maths e o concurso televisivo sobre matemática The School of Hard Sums. Paralelamente, também tem colaborado com jornais como o The Guardian, The Times e The Daily Telegraph, escreveu e interpretou uma peça intitulada X&Y, apresentada no Museu da Ciência de Londres e no Festival de Glastonbury. Em 2010 foi distinguido com a Ordem do Império Britânico pelos serviços à ciência.

Temas Chave
Criatividade, tecnologia, inteligência artificial.

Ficha Técnica
Título: O Código da Criatividade
ISBN: 9789896446055
Edição: setembro 2020
Editora: Temas e Debates
Idioma: Português
Encadernação: Capa mole
Páginas: 344

Comentários