O investimento será aplicado na expansão do serviço de abastecimento de combustível da start-up norte-americana para outras cidades e na oferta de novos serviços.

A Yoshi, start-up norte-americana que reabastece os automóveis onde quer que estejam estacionados, arrecadou 2,1 milhões de dólares (cerca de 1,97 milhões de euros) numa ronda de financiamento.

De acordo com o CEO e cofundador da Yoshi, Nick Alexander, “o que normalmente precisa de fazer num posto de gasolina ou numa oficina de automóveis, poderemos trazê-lo até si a um preço competitivo”.

O investimento na Yoshi foi liderado pelo Zhen Fund, seguido pela Liquid 2 Ventures de Joe Montana, bem como por investidores individuais, onde surgem nomes como o sócio do Y Combinator, Ali Rowghani.

A Yoshi cobra hoje aos condutores 20 dólares por mês (cerca de 19 euros) no modelo de assinatura, a que acresce o custo do combustível normal ou premium abastecido e serviços extras requisitados, como lavagens do carro ou mudanças de óleo e mudança de para-brisas. Todos estes serviços podem ser solicitados através da app.

Em parceria com a Firestone, a Yoshi oferece ainda aos clientes a verificação e correção da pressão do ar dos seus pneus, permitindo-lhes comprar pneus novos e reservar uma mudança de pneu.

A start-up com sede em Palo Alto, na Califórnia, opera em Atlanta, Nashville e na área da baía de São Francisco, nos Estados Unidos.

Comentários