Já pensou quantas vezes é usada, em média, cada peça de vestuário de bebé? E se as pudesse alugar em “packs” mensais que acompanham o crescimento dos seus filhos? Conheça a solução da Vigga.

Se tem filhos sabe o quão depressa crescem no primeiro ano de vida, deixando a roupa comprada praticamente como nova.

Tendo em conta o custo das roupas de bebé e criança – que são quase iguais à roupa de adulto -, a crescente procura por peças orgânicas e sem pesticidas, podemos estar a falar de um avultado investimento financeiro que fica arrumado em caixas ou é passado aos próximos pais na família ou no círculo de amigos.

E se pudesse alugar a roupa que vai precisar em vez de a comprar, escolher o design online e receber no conforto da sua casa a cada mês uma mala com o “pack” da roupa que precisará nesse mês de vida do seu filho? Foi o que a Vigga.us fez.

O nome deve-se à fundadora da start-up, Vigga Svensson, uma dinamarquesa que, em 2003, criou a Katvig, uma marca de roupa orgânica para criança com produção sustentável e vários prémios acumulados, como o Danish Ministry of the Environment CSR Environment Award e a nomeação para o Nordic Council Nature and Environment Award de 2013 pela seu sistema de produção sustentável.

Com custos de produção elevados e poucos pontos de venda, a Katvig entrou em falência em 2013, tendo sido comprada por outra marca dinamarquesa de roupa para criança, a Joha.

No entanto, Vigga continuou a pensar no quanto se sentira infeliz com as peças de mais alta qualidade que tinha desenvolvido na Katvig e que eram pouco usadas e acabavam no lixo ou em caixas de arrumações.

Foi com base nesta ideia que a Vigga.us nasceu em 2014, e na qual aplicou toda a sua experiência e conhecimento para criar linhas de roupa para crianças de elevada qualidade, desenvolvidas através dos métodos mais avançados de sustentabilidade e com recurso apenas a produtos orgânicos.

Desta vez, em vez de as colocar à venda, Vigga passou a alugar as roupas segundo um modelo de assinatura mensal. O cliente escolhe entre as várias linhas desenhadas e concebidas por Vigga e recebe mensalmente em sua casa uma mala com o “pack” completo de roupa que necessitará nesse mês, devolvendo a que usou anteriormente.

Ao chegarem à Vigga.us, todas as roupas são inspecionadas e lavadas em lavandarias com produtos naturais e sem qualquer químico, com o intuito de as preparar para a criança seguinte.

“Na Vigga.us a base do negócio é a elevada qualidade da sustentabilidade. Quanto mais qualidade tiverem as roupas, mais circulam e mais lucro temos”, referiu a fundadora ao FashionForum.

Embora atualmente exista um grande avanço nas roupas orgânicas para criança face há 10 anos atrás, continuam a ter um custo muito superior às demais, a não serem fáceis de encontrar ou com variados estilos e design, oportunidade que Vigga identificou e a que tentou também dar resposta com esta start-up.

Na vigga.us todo o processo de aluguer das roupas é feito online. Todas as peças são certificadas, não tendo pesticidas, substâncias químicas nocivas ou tingimentos artificiais.

A primeira entrega aos futuros pais consiste num “pack” de 15 unidades unissexo para bebés recém-nascidos. A partir daí é enviado mensalmente um novo “pack” de acordo com o sexo, idade e tamanho da criança.

O ciclo habitual de cada peça de roupa de bebé é de 10 utilizações, dependendo do desgaste de cada uma.

O custo da subscrição mensal é de 359 coroas dinamarquesas (cerca de 48 euros). Por agora, a Vigga só opera na Dinamarca, mas tem prevista a expansão do serviço a outros países europeus.

Mais recentemente a Vigga.us alargou o serviço também a grávidas, por terem o mesmo princípio das crianças, ou seja, diferentes necessidades e tamanhos de roupa à medida que a gestação vai evoluindo.

Hoje trata-se de uma start-up premiada pelo seu modelo de negócio de economia circular na industria têxtil, funcionando num sistema que acredita ser gerador de uma poupança de tempo, dinheiro e recursos.

Comentários