A diversificação de atividade continua a ser a estratégia da Uber que volta a apostar em novos segmentos de mercado.

A Uber Health, uma subsidiária da Uber, realizou uma parceria com a Solve.Care, uma start-up de blockchain com serviços para a área da saúde ( e que em fevereiro deste ano lançou token SOLVE baseado em Ethereum), para fornecer transporte médico.  A notícia surgiu na imprensa internacional e avança que a parceria entre as duas empresas vai permitir que os pacientes agendem as viagens de Uber e paguem através do Care.Wallet, da Solve.Care, uma aplicação pessoal que gere questões relacionadas com saúde. A parceria deverá ser lançada nos Estados Unidos até ao final deste ano.

Esta solução pretende resolver o problema de transporte não urgente de doentes nos EUA onde, anualmente, cerca de 3,6 milhões de americanos perdem as consultas médicas devido à falta de um transporte fiável, o que representa uma perda de 150 mil milhões de dólares (133,2 mil milhões de euros) em compromissos de cuidados primários perdidos.

Ao disponibilizar um serviço de transporte médico não urgente, as empresas têm como objetivo melhorar os resultados do transporte clínico e reduzir os custos gerais de saúde para todos.

Com esta parceria, a Uber reforça mais uma vez a sua presença no mundo blockchain, depois de no mês passado se ter afirmado como um dos membros fundadores da Libra Association.

Comentários