As empreendedoras portuguesas que estejam a desenvolver projetos na área ambiental podem candidatar-se ao Terre de Femmes 2018 até ao final deste mês.

Este prémio, uma iniciativa criada internacionalmente em 2001 pela Fundação Yves Rocher, é atribuído nos sectores ambiental e social. Tem como finalidade distinguir e apoiar financeiramente as mulheres empreendedores empenhadas na preservação ambiental e na integração social através dos projetos que desenvolvem.

Em Portugal, vai na 9ª edição ao longo das quais já distinguiu 17 mulheres empreendedoras, ou seja, 17 projetos, nos quais já investiu 100 mil euros.

De acordo com o regulamento, podem concorrer “mulheres maiores de idade, que desenvolvam um projeto a favor do ambiente através de uma estrutura sem fins lucrativos ou de uma estrutura com objeto comercial destinado a um projeto de alcance social e ambiental ou ainda a título pessoal”.

No nosso país, o Prémio Terre de Femmes contempla a seleção de dois projetos, o vencedor nacional (com um prémio de 10 mil euros), e a vencedora de uma menção especial (premiada com três mil euros).

Até agora, esta iniciativa, que atualmente envolve 11 países (Espanha, Portugal, França, Itália, Alemanha, Suíça, Ucrânia, Turquia, Rússia e Marrocos), já atribuiu internacionalmente donativos na ordem dos 1,8 milhões de euros que serviram para apoiar projetos de mais de 375 mulheres, espalhados por mais de 50 países.

A premiada portuguesa participará, conjuntamente com as vencedoras dos restantes países, na cerimónia internacional, a realizar em França no 1.º semestre de 2018.

 

Comentários