A AutoX, uma start-up tecnológica de veículos autónomos, está a deixar as suas origens de entrega de produtos e a apostar no negócio de robotáxi. Expandir para Europa é a próxima meta.

Criada em 2016 pelo cientista Jianxiong Xiao, a AutoX acaba de fazer uma parceria com a sueca NEVS (fabricante de veículos elétricos que comprou os ativos da Saab), para lançar um serviço piloto de robotaxi na Europa. O Techrunch noticia que o lançamento deverá acontecer até ao final de 2020.

Na sequência desta parceria, a AutoX irá integrar a sua tecnologia de condução autónoma na próxima geração de veículos elétricos, inspirada no conceito “InMotion” da NEVS. Os veículos estão a ser desenvolvidos pela NEVS e os testes  deverão começar ainda este ano. O novo veículo está a ser construído especificamente para ser aplicado no serviço de táxi autónomo, não produz emissões e pode ser usado durante 24 horas. 

A parceria com a sueca NEV é o mais recente sinal das ambições que a AutoX para sua tecnologia de veículos autónomos. Inicialmente, esta start-up, com sede em Hong Kong e nos Estados Unidos, atuava no setor da entrega de encomendas, principalmente alimentares. Recentemente, a empresa obteve 58 milhões de dólares (51,7 milhões de euros) de investidores estratégicos e de capital venture e redirecionou a sua estratégia. Agora, além querer fornecer a sua tecnologia a fabricantes de veículos autónomos, também quer lançar o seu próprio serviço de robotáxi.

Em junho,  a AutoX foi a segunda empresa a receber autorização dos reguladores da Califórnia para transportar passageiros no serviço de robotá, serviço que designou de xTaxi.

Jianxiong Xiao, fundador da AutoX, pretende tornar os veículos autónomos acessíveis a todos e considera que este objetivo pode ser alcançado usando hardware mais económico. Por agora, o projeto piloto da xTaxi na Califórnia será limitado. Mas a empresa quer expandir-se tanto em dimensão quanto em alcance geográfico.

Comentários