Ao oferecer crypto tokens aos melhores candidatos durante o processo de seleção na sua plataforma, a Taikai pretende ajudar as empresas a recrutar não só talentos, como também a reduzir o investimento dos processos de recrutamento tradicionais.

A Taikai, tecnológica portuguesa que liga empresas e inovadores através de experiências de hackathons, acaba de lançar uma nova ferramenta para ajudar as organizações a recrutar talentos. A empresa oferece crypto tokens aos melhores candidatos durante um processo de seleção na sua plataforma.

Este desafio de recrutamento (hiring challenge) tem como objetivo facilitar o processo de validação e atração de talento de TI a empresas tecnológicas, através da realização de desafios reais que os candidatos deverão resolver, explica a empresa em comunicado, referindo que “os melhores participantes a avançarem no processo de recrutamento vão receber crypto tokens, independentemente de serem ou não os candidatos escolhidos”.

“O mercado de tecnologia mudou e os processos de seleção também precisam de evoluir. O nosso objetivo com o hiring challenge é criar uma plataforma que valorize o talento e o tempo de cada candidato durante um processo de seleção de uma empresa parceira, permitindo garantir transparência em todo o recrutamento. Na nossa plataforma, os candidatos vêm em primeiro lugar”, afirma Mário Alves, cofundador e CEO da TAIKAI.

O processo pode ser feito diretamente na plataforma sem necessidade de ferramenta externa ou integrado num processo de recrutamento já existente. É possível, além da empresa lançar o desafio, monitorizar qualquer candidato ao longo do processo, aprová-lo para uma fase seguinte e permitir que os membros da equipa coloquem comentários sobre o candidato e o projeto.

“Os melhores perfis passam para uma primeira entrevista. Nesta fase, o número de candidatos que avançam para a entrevista é menor, comparado com processos de recrutamento mais tradicionais, uma vez que já foi feita uma seleção mais sólida de potenciais candidatos, na fase do desafio. O último passo é a entrevista final: depois disso, resta contratar o melhor talento”, detalha Mário Alves, cofundador e CEO da TAIKAI.

Depois de desenvolver mais de 100 hackathons e contar com uma comunidade de 50 mil inovadores, os desafios de hiring challenge fazem parte do ecossistema que a TAIKAI pretende desenvolver ao longo deste ano.

Comentários