A Viola FinTech é um novo fundo de capital de risco israelita que pretende financiar start-ups de todo o mundo.

A Viola, um grupo de investimento com sede em Israel, está a lançar um novo fundo destinado exclusivamente a start-ups da área de fintech (financial tech), intitulado Viola FinTech. No início, o capital disponibilizado vai rondar os 85 milhões de euros, mas rapidamente vai estender-se para os 100 ou 130 milhões.

Descrevendo a sua atividade como uma forma de encurtar o espaço entre as instituições financeiras tradicionais e as start-ups inovadoras, o fundo é apoiado por vários bancos a nível global, instituições de seguros e gestores de ativos norte-americanos, europeus e israelitas.

Compromete-se a trabalhar de perto com as start-ups, de forma a que as práticas dos vários projetos financiados se consigam adaptar e entrar em conformidade com a legislação das instituições em que as suas soluções serão implementadas.

A Viola FinTech quer apostar em start-ups que estejam prontas para rondas de investimento de série A ou B. O foco são maioritariamente as pertencentes à União Europeia, Israel ou Américas e o investimento inicial rondará os 2,55 e os 6 milhões de euros.

O fundador e sócio da Viola FinTech, Daniel Tsiddon, é um experiente profissional da área financeira. Foi vice-presidente executivo do segundo maior banco israelita, o Bank Leumi, e antigo presidente da Leumi Partners, o ramo de investimentos do mesmo banco. Outro dos sócios, Tomer Michaeli, tem experiência no campo do empreendedorismo e foi um dos cofundadores da FundBox.

A criação deste fundo vem numa altura em que se espera um 2018 com os bancos a fazerem aquisições de start-ups da área de fintech. Daniel Döderlein, CEO da Auka, uma start-up deste género, disse à CNBC, em agosto deste ano, que grandes empresas de tech como a IBM ou a Capgemini vão entrar num frenesim de compras e vão adquirir start-ups de fintech a partir do início próximo ano.

Leia também: CEO diz que os bancos vão “às compras” de start-ups fintech em 2018.

Comentários