Lançámos um desafio ao Madan Parque – Parque de ciência e tecnologia localizado em Almada: eleger a start-up do mês. Conheça as razões da sua escolha que recaiu na Viva Superstars, que visa revolucionar a forma como as pessoas interagem com programas de televisão e eventos ao vivo, através de aplicações móveis.

Nome da Start-up: Viva Superstars

Fundadores: A. Eduardo Dias; Jorge Guedes; Pedro Centieiro; Mário Franco; Catarina Pinto de Paiva; Bruno Marques Horta; Pedro Sacadura Lourenço e Filipe Barrenho.

Atividade: A Viva Superstars é uma empresa criada para revolucionar a forma como as pessoas interagem com programas de televisão e eventos ao vivo, através de aplicações móveis altamente inovadoras. Os seus produtos proporcionam um conjunto de experiências sociais, de entretenimento e de interatividade “second screen”, disponibilizando assim aos seus parceiros uma ferramenta para o envolvimento das suas audiências.

A plataforma permite ainda a geração de novas receitas, provenientes tanto de campanhas de publicidade segmentadas e geolocalizadas, como de compras e subscrições “in-app” que podem ser adquiridas pelo utilizador através das lojas Apple e Android, PayPal, ATM, Credit Card, Direct Carrier Billing, SMS Premium, entre outros meios de pagamento. Finalmente, também através da plataforma, é possível proceder à análise comportamental das audiências e gerar a informação necessária para melhorar as próprias aplicações móveis, bem como os programas de televisão ou eventos dos parceiros.

A fundação da Viva Superstars teve a sua origem no verão de 2011, num “brainstorming” entre o Eduardo Dias e o Pedro Centieiro sobre como revolucionar a interatividade dos adeptos durante a transmissão de eventos desportivos e a forma como estes se relacionam com os seus ídolos. Entre esse momento inicial e a criação da empresa decorreu um ano, período que foi aproveitado para desenhar o primeiro produto da empresa, o Viva Ronaldo, e para concretizar uma parceria de sucesso com Cristiano Ronaldo e a equipa da Gestifute/Polaris Sports.

Viva Ronaldo permitiu à empresa testar a plataforma tecnológica com uma audiência de centenas de milhares de fãs do capitão da Seleção. Seguindo o plano inicial, os dois primeiros anos da Viva Superstars (2012-2014) serviram para testar e consolidar a estratégia nas áreas de interatividade “second screen”, infraestruturas escaláveis em Nuvem, design de experiência de utilizador, comportamentos de utilização, “crowd sourcing”, gestão e integração com redes sociais e ferramentas de geração de receitas online.

O desenvolvimento da plataforma ocorreu na segunda metade de 2012 e em maio de 2013 foi feito o pré-lançamento do Viva Ronaldo (website e apps iOS e Android), que se tornaria no primeiro ambiente global de “social media” verdadeiramente interativo em torno de uma celebridade. “O lançamento oficial do Viva Ronaldo foi em dezembro desse ano, criando assim uma experiência social única em torno de Cristiano Ronaldo e dos seus fãs, recheada de entretenimento, conteúdo exclusivo e providenciando uma interatividade “second-screen” em tempo real, durante os jogos de futebol do Cristiano, única no mundo”, explica a Viva Supertsars.

Após um período de aprendizagem e consolidação da plataforma tecnológica e planeamento estratégico, a empresa iniciou a comercialização de produtos móveis na área da televisão. Para isso, estabeleceu uma parceria estratégica com a Media Capital Digital e a TVI que resultou em diversas aplicações interativas inovadoras para complemento digital aos principais programas da estação, criando uma ligação permanente entre os espectadores e os seus programas preferidos. Tendo em conta que os seus dois mercados prioritários são a televisão e os eventos ao vivo, a empresa iniciou, durante o ano de 2015, uma parceria com o projeto português Best Seat, que pretende criar um novo conceito de concertos focados unicamente na transmissão via internet para uma audiência online e com uma forte componente interativa entre os espectadores e os artistas, tudo em tempo real.

Plano de Negócios: O modelo de negócio passa por parcerias com os detentores dos conteúdos sobre os quais se quer atuar.

Planos para o futuro:  O ano de 2017 será dedicado ao crescimento sustentado do negócio, com especial foco na internacionalização. A empresa pretende continuar o seu trabalho de desenvolvimento de um novo paradigma de envolvimento de audiências televisivas, criando experiências de interatividade em televisão e convertendo uma parte significativa dos espectadores em utilizadores premium das suas apps. A Viva Superstars pretende também ir ainda mais longe na exploração de novas formas de interação com transmissões em video streaming via internet, já considerada como a “nova televisão”, onde os diversos ecrãs (TV, smartphone, tablet, wearables) se transformam em espaços comuns para visualização, interação e partilha social. Os dados obtidos a partir da interação dos utilizadores com a plataforma serão utilizados para fornecer, em tempo real, estatísticas aos seus parceiros de televisão e eventos, permitido-lhes assim produzir conteúdos customizados para grupos específicos de espectadores.

Porque merece destaque: Até hoje, a plataforma já processou 60 milhões de ações realizadas nas suas aplicações móveis por mais de 700 mil utilizadores, provenientes de todo o mundo. Já cobriram mais de novecentos eventos ao vivo, proporcionando um forte envolvimento das audiências através de funcionalidades lúdicas e interativas. Em 2016 produziram a primeira app de televisão com suporte universal de pagamentos, uma inovação mundial na área, que resultou numa significativa geração de receitas, algo disruptivo neste segmento de mercado.

Outra informação relevante: A Viva Superstar está a entrar numa nova era de televisão que trará uma experiência de “ver TV” personalizada para todos e cada um de nós. “A Viva Superstars quer ser a protagonista nesta extraordinária e crucial etapa de uma das mais impactantes indústrias criativas”, avança a empresa.

Site: http://www.vivasuperstars.com

 

Comentários