A Armilar e a Codacy marcam o regresso da rubrica Spe Futuri, Investidores já amanhã, pelas 12 horas. Os convidados são Pedro Ribeiro Santos, sócio da Armilar Venture Partners, e Jaime Jorge, CEO da Codacy.

A rubrica Spe Futuri, Investidores está de volta com novos convidados. A primeira sessão pós-férias é já amanhã, pelas 12h00, e tem como convidados Pedro Ribeiro Santos, sócio da Armilar Venture Partners, sociedade portuguesa de fundos de capital risco, e Jaime Jorge, CEO da Codacy, uma start-up portuguesa criada em 2012 e que tem uma plataforma online de análise de código.

Tal como nas sessões anteriores, o Spe Futuri, Investidores volta a abordar os temas económicos e sociais da atualidade, com os convidados a partilharem a sua visão sobre o ecossistema empreendedor nacional. O empresário Ricardo Luz conduz as conversas.

Para acompanhar nas redes sociais do Link To Leaders (Facebook, YouTube e LinkedIn).

Pedro Ribeiro SantosPedro Ribeiro Santos é sócio da Armilar Venture Partners, atuando no Conselho e no Comité de Investimentos, bem como no Conselho de diversas empresas do seu portfólio. Pedro é licenciado em Engenharia Física pelo Instituto Superior Técnico. Iniciou a sua carreira como investigador em Física pela Universidade de Oxford (Reino Unido), e possui um MBA e um MSc em Economia pela Universidade Nova de Lisboa.

Antes dos seus 11 anos em VC, Pedro conta com mais de 12 anos de experiência em Consultoria de Tecnologia, Gestão e Estratégia, com a Accenture e com o The Boston Consulting Group, e 2 anos como Diretor de TI e Organizacional na Central de Cervejas, uma grande empresa de CPG (Consumer Packaged Goods).

Jaime JorgeJaime Jorge é o CEO e cofundador da Codacy, a solução de automação de qualidade de código líder para equipas de qualquer escala. Jaime foi cofundador da Codacy em Lisboa em 2014 a partir do trabalho que desenvolveu na sua dissertação de mestrado, e tem continuado a desempenhar um papel ativo no avanço da indústria nos últimos anos.

A Codacy (que, em 2014, venceu a final do concurso de startups da Web Summit) conta com 50 funcionários nos escritórios de Lisboa e Nova Iorque e tem ainda uma rede de trabalhadores remotos na Bay Area (São Francisco, nos EUA).

Esta é a 17.ª sessão de conversas com investidores e empreendedores realizada no âmbito da iniciativa Spe Futuri, Investidores, um projeto Link To Leaders em parceria com o empresário Ricardo Luz.

Recorde as conversas anteriores:

1.ª –  António Murta, fundador e CEO da Pathena, e Renato Oliveira, fundador e CEO da eBankit.
2.ª –  João Brazão, CEO da Eureekka e business angel, e João Marques da Silva, CEO da CateringAssiste.
3.ª –  Francisco Horta e Costa, managing director da CBRE, e Ricardo Santos, CEO da Heptasense.
4.ª – João Arantes e Oliveira, fundador e partner da HCapital Partners, e Nuno Matos Sequeira, diretor da Solzaima.
5.ª – Tim Vieira, CEO da Bravegeneration, e Pedro Lopes, fundador da Infinitebook.
6.ª –  Luís Manuel, diretor executivo da EDP Innovation, e Carlos Lei Santos, CEO e cofundador da HypeLabs.
7.ª –  António Miguel, fundador e CEO da MAZE, e Guilherme Guerra, fundador e CEO da Rnters.
8.ª –  João Amaro, Managing Partner da Inter-Risco, e Carlos Palhares, CEO da Mecwide.
9.ª –  Pedro Lourenço, administrador da Ideias Glaciares, e Pedro Almeida, fundador e CEO da MindProber.
10.ª –  Alexandre Santos, o diretor de investimento na Sonae IM e cofundador da Bright Pixel e João Aroso, cofundador e CEO da Advertio.
11.ª –  Francisco Ferreira Pinto, partner da Bynd Venture Capital, Eduardo Freire Rodrigues, cofundador e CEO da UpHill.
12.ª – Basílio Simões, business angels e fundador da Vega Ventures, e Gustavo Silva, cofundador e CMO da Homeit.
13.ª –  Manuel Tarré, presidente da Gelpeixe, e Nuno Melo, cofundador e sócio da Boost IT.
14.ª –  José Serra, fundador e managing partner da Olisipo Way, e de Tocha Serra, Partner & Startup Spotter da Corpfolio.
15.ª –  Stephan Morais, fundador e diretor-geral da Indico Capital Partner, e André Jordão, CEO da Barkyn.
16.ª –  Ricardo Perdigão Henriques, CEO da Hovione Capital, e Nuno Prego Ramos, CEO da CellmAbs, uma biotech portuguesa.

Comentários