Realizou-se ontem o “experimentation kick-off” do Smart Open Lisboa, uma iniciativa que pretende melhorar a vida dos cidadãos lisboetas com as ideias e soluções de 12 start-ups.

Esta fase de experimentação contou com um “pitch” de cada uma das start-ups que vão melhorar a vida na cidade de Lisboa. Conheça as equipas e as suas soluções:

1% club (B2B) – Envolvimento cívico

Esta start-up holandesa quer aumentar a colaboração entre os cidadãos e as autoridades governativas, neste caso a Câmara Municipal de Lisboa. O objetivo é realizar iniciativas que, com a colaboração de ambas as partes, façam uma mudança positiva na comunidade.

AppyFans (B2B2C) – Marketing

A AppyFans é um portal/app mobile que procura os melhores preços e produtos na cidade de Lisboa consoante os gostos do utilizador, melhorando tanto a experiência dos turistas e dos cidadãos lisboetas. Através de carimbos e vouchers online, a start-up pretende criar uma ligação mais forte entre os clientes e as suas lojas preferidas.

Connect Robotics (B2B) – Serviço de entregas

Através de um serviço de entrega feito por drones, a ConnectRobotics diminui substancialmente o tempo de entrega de encomendas. Algo que demoraria um dia a chegar ao seu destino, demora apenas 30 minutos com o serviço da start-up. Os drones são totalmente autónomos, sem haver necessidade de haver um condutor.

Greenbyweb (B2C) – Sustentabilidade

A Greenbyweb é uma start-up orientada para a criação e desenvolvimento de tecnologia. Tendo desenvolvido o Aquamote, um sistema inteligente de irrigação fácil de utilizar e que vai, em breve, ser instalado na Avenida da Liberdade e no Jamor, a start-up pretende melhorar a sustentabilidade dos espaços verdes da cidade, poupando água e mão de obra.

KLC (B2B) – Mobilidade

Apresentando alguns dos maiores problemas da mobilidade em Lisboa, a start-up apresenta uma solução para melhorar a mobilidade na cidade de Lisboa. Em vez de pagar por um carro, faz-se um pagamento mensal em troca do serviço. A KLC tem ainda um plano de mobilidade partilhada, onde o cliente define os quilómetros e horários que necessita, tendo assim uma solução adaptada às suas necessidades. O objetivo principal desta start-up é disponibilizar uma solução inovadora que causa menos danos no orçamento de uma empresa e que não afeta as suas operações diárias.

Riskly (B2B) – Guia turístico

Juntamente com a Urbego, a Riskly quer criar um novo tipo de experiência para os turistas que chegam a Lisboa de cruzeiro. Segundo a start-up, em 2016, houve mais 500 mil turistas que entraram em Lisboa por este tipo de transporte. Criando um guia turístico que encoraja os utilizadores a explorarem partes menos conhecidas da cidade, a mais valia deste serviço é fomentar um turismo mais sustentável e melhorar a experiência dos turistas.

Urbik (B2B) – Turismo

A Urbik criou uma solução que tem como objetivo melhorar a experiência dos turistas em Lisboa. O produto desta start-up francesa divide-se em dois campos: um físico e o outro digital. A parte física baseia-se num dispositivo que disponibiliza informação e que é complementado com a solução digital. A complementaridade entre as duas partes cria um ponto de acesso a informação útil aos turistas e que não precisa de internet.

Tickey (B2B2C) – Mobilidade

A Tickey é uma start-up dedicada à mobilidade que permite aos utilizadores pagar os transportes através de uma aplicação de smartphone. Para além de ser mais prática que o serviço normal, a Tickey assegura sempre o utilizador que está a fazer a melhor compra.

Trigger Systems (B2B2B) – Agricultura

A Trigger Systemas desenvolveu a Smartcity App. Esta aplicação dá a possibilidade do utilizador se conectar com os sistemas que estão ligados à plataforma principal. Com esta aplicação mobile é possível controlar fontes, sistemas de rega, candeeiros ou tantas outras infraestruturas municipais. O objetivo principal é reduzir a pegada ecológica da cidade de Lisboa.

Sosplus (B2G) – Transportes de emergência

A SOSPlus desenvolveu um software que ajuda os serviços de emergência a chegarem mais facilmente a pessoas que necessitem de ajuda, enviando um sinal GPS a todos os transportes que se encontrem em serviço. Em breve, esta solução vai entrar em experimentação com sete ambulâncias.

Openly (B2G)– Envolvimento cívico

Plataforma para ligar cidadãos e governos. Organizar a informação dos órgãos governativos do mundo. Criar uma plataforma que uniformize e categorize a informação dos diferentes municípios de maneira a facilitar a pesquisa por parte dos cidadãos.

Comentários