Quer ter um verão ciberseguro? Previna-se e siga algumas regras.

Verão é tempo de férias, de lazer…, mas nada que justifique a falta de atenção à cibersegurança dos seus dispositivos. Siga algumas dicas e tenha umas férias sem sobressaltos.

Para muitas pessoas aproximam-se os tão desejados dias de descanso. Se for o seu caso, lembre-se que deve manter o mesmo nível de alerta aos equipamentos que estão conectados à internet. Provavelmente, vai aproveitar para ver filmes e séries online, vai comprar viagens ou pagar hotéis… seja qual for a utilização que der ao seu telemóvel, tablet ou Pc não descure segurança para não ter surpresas desagradáveis.

Para facilitar o trabalho, a Fortinet definiu uma lista de cinco regras que não deve descurar se quer manter-se ciberseguro, assim como a sua família, durante as férias.

Assegure-se que tem uma ligação Wi-Fi segura
Hoje em dia são raras as pessoas que viajam ser estarem permanente ligados à internet. O que significa que em muitas casos pode ter de aceder a redes de Wi-Fi públicas. E embora muitas delas sejam seguras, é sempre melhor jogar pelo seguro e não facilitar, porque os cibercriminosos que tentam roubar dados de outras pessoas estão sempre um passo à frente.
Podem, por exemplo, ligar-se a um ponto de acesso público e intercetar todos os dados entre si e o site de compras online que estiver a ver, informações do banco, sistema de segurança de casa ou qualquer outro site que esteja a pesquisar. Por isso, tome algumas medidas como pedir ao estabelecimento onde está o nome do SSID do seu Wi-Fi antes de se ligar. Também deve considerar a instalação de software VPN no seu dispositivo para poder estabelecer uma ligação segura e encriptada.

Atualize as passwords
Um dos grandes erros que as pessoas cometem é utilizar exatamente a mesma password em todas as contas online. Não o faça e crie passwords fortes, mas fáceis de memorizar. Por exemplo, utilize as primeiras letras de uma frase ou letra de música com que esteja familiarizado, substitua algumas das letras por números ou caracteres especiais e terá uma password bastante segura. Muitos sites também já suportam agora a autenticação de dois fatores. Trata-se de um passo adicional no processo de início de uma sessão, uma vez que tem de introduzir uma password e, em seguida, validar a sessão utilizando outra forma de autenticação, como a introdução de um código enviado para o seu telemóvel.

Não clique em links desconhecidos
Não carregue em links de anúncios enviados para o email a menos que saiba do que se trata. A regra é não clicar num email ou anexo de alguém que não conhece, particularmente quando inclui um assunto aliciante como uma recompensa em dinheiro ou uma fatura de algo que não comprou.
No caso dos sites, esteja também especialmente atento. Têm erros ortográficos ou descrições pouco claras? Substituem letras por números ou é invulgarmente longo? Se for esse o caso, não clique porque pode ser um ataque de phishing. Se passar o rato por cima de uma ligação, deve poder ver o verdadeiro URL.

Mantenha os dispositivos atualizados
Descarregue e execute as atualizações dos seus equipamentos logo que estejam disponíveis, porque os cibercriminosos estão muito atentos às vulnerabilidades dos dispositivos. Não descure as atualizações de segurança que recebe no seu telemóvel ou pc, e descarregue-as porque elas são feitas exatamente para o proteger de eventuais ameaças.

Atenção ao que publica nas redes sociais
Muitas vezes, os cibercriminosos utilizam informações sobre o utilizador para aumentar a probabilidade de este clicar num link. E o local mais comum para obterem informações pessoais são as redes sociais. Por isso, quando viajar, limite as suas mensagens de férias nas redes sociais. Embora possa ser divertido dizer a toda a gente para onde vai ou o que está a fazer, essa informação também permite que as pessoas saibam que está ausente, o que pode colocar a sua casa em risco.

Se tem um perfil mais aberto nas redes, lembre-se de que os cibercriminosos criam frequentemente páginas ou contas falsas. Há duas coisas rápidas que pode fazer para se proteger: em primeiro lugar, veja sempre a página inicial da pessoa que está a fazer o pedido. Se não a conhecer, e se alguma coisa no seu perfil parecer estranha, rejeite o pedido. Em segundo lugar, se a pessoa que faz o pedido for alguém que conhece, verifique se já é seu amigo. Em caso afirmativo, existe uma grande possibilidade de estar perante uma conta duplicada.

Comentários

Artigos Relacionados