Comecei, e não consegui parar de ler. Metamorfose: o artigo do Expresso que assinala um ano do falecimento de dois homens nas provas de acesso aos Comandos.

E que grande lição de vida e insights me proporcionou. Como os podemos aplicar na esfera pessoal em particular, e no empreendedorismo em geral, é o que se segue.

No início, todos somos um pouco inconscientes.

Poderia discorrer muita tinta sobre este assunto, mas penso que é autoexplicativo. Se puderem leiam o livro, foi dos mais inspiradores que li, e o que me inspirou a lançar a UBERBRANDS há 10 anos atrás. Explicado pelo próprio, Sir Richard Branson:

“Não existe outra maneira de descobrir se vais ou não ter sucesso, senão começar a fazer.”

Quando somos externos a uma indústria, ou se estivermos a criar um novo produto, serviço ou modelo de negócio, o que nos espera é sempre desconhecido. E mesmo que conheçamos, ou já estejamos na indústria, há sempre o mundo VUCA a ter em consideração! É necessário desenvolver uma cultura de informações, e ser inteligente no uso da mesma.

Quociente de Inteligência (QI) + IE + R + S = METAMORFOSE
Somos com certeza inteligentes, mas por mais inteligentes que sejamos, é impossível ter em consideração, à partida, todos os factores relevantes na nossa jornada empreendedora.

É fulcral ter presença de espírito, a serenidade, a tranquilidade de ânimo, a imperturbabilidade de quem sabe de onde vem, onde quer chegar, e o caminho que planeou fazer. Podemos chamar-lhe estratégia. Um empreendedor que nunca tenha pensado nestes pontos, não é com certeza inteligente. E não ter experiência em Gestão ou Marketing, não é desculpa!

QI + Inteligência Emocional (IE) + R + S = METAMORFOSE
Os “espalhas brasas” são os que vão ao chão mais rápido. Isto porque não conseguem gerir a sua energia. Começam a disparar para todos os lados e empenham-se em tarefas que não criam valor.
Mais importante, não têm em consideração o problema do cliente, o das equipas que lideram, ou dos colegas com os quais trabalham. Conhecer os outros e a nós próprios, é fundamental. Isto pode colmatar algumas falhas técnicas, e se nos apoiarmos nos ombros de gigantes, da nossa equipa e dos stakeholders que escolhemos, dificilmente cairemos por terra. Nunca podemos deixar ninguém para trás.

 “If I have seen further than others, it is by standing upon the shoulders of giants.” – Isaac Newton

QI + IE + Resiliência (R) + S = METAMORFOSE
O processo de adaptação na resposta às adversidades, às ameaças, ou a fontes significativas de stress — tais como stress financeiro, disponibilidade temporal, ou mesmo mental. Na práctica significa voltar ao estado inicial, o normal, depois de passar por experiências stressantes, mas com um conhecimento acrescido que ajudará a enfrentar, ou evitar, essas e outras experiências no futuro.

Esta é uma das características que mais valorizo, e que nem sempre encontro nos ditos empreendedores. Desistir à primeira dificuldade não é opção! Mas fazer disso um modo e lema de vida também não é opção! #Fail sim, desde que em consciência e retirando daí os insights que nos tornam mais fortes, não falhar por falhar, saltando de startup em startup para mascarar a falta de empenho, de inteligência na abordagem ao negócio, ou na relação com os outros. A maioria esquece-se que as startups que agora atingiram o sucesso, são obras de amor, trabalho e persistência ao longo de vários anos, muitas vezes da mais de uma década.

QI + IE + R + Superação (S) = METAMORFOSE
Como dizia Pessoa: “Tudo vale a pena quando a Alma não é pequena.”
A capacidade de aprender com tudo e todos, de forma a nos tornarmos melhores gestores, líderes, colegas, designers, no sentido de crescer e superarmo-nos a nós próprios. Sermos uma versão melhor de nós próprios.

QI + IE + R + S = METAMORFOSE
No mundo de hoje, e em especial no ecossistema empreendedor, quem não transformar a si, e ao seu negócio, à velocidade do ambiente competitivo, a longo prazo deixará de existir.
Abordar a jornada de forma inteligente, ser capaz de compreender e trazer os outros connosco ao longo da mesma, resistir às adversidades maiores e menores, mas acima de tudo voltar mais forte, e num patamar acima daquele em que nos encontrávamos à partida. Chegar onde não pensávamos ser capazes.

A Vossa Metamorfose
Se concordarem com a fórmula, façam Copiar e Colar para um documento Word, Powerpoint, Paintshop, ou App da vossa eleição, aumentem o tamanho de letra, imprimam, e afixem na parede. Ou se já não usarem papel como eu, introduzam um lembrete no Calendário que vos repete a formula todos os dias. E já agora, digam-me se vos ajudou, ou não.

Post Scriptum
Se estiverem a pensar o que é que isto tem e ver com Competitive Intelligence, relembro que é a disciplina que se dedica ao desenvolvimento de insights acionáveis sobre o ambiente competitivo para a tomada de decisão e desenvolvimento de estratégias ganhadoras. Chamemos-lhe neste caso, Entrepreneurship Intelligence.

Comentários