O bom tempo e o desconfinamento em curso já convidam a momentos de relax no dia a dia stressante de qualquer empreendedor. Para facilitar a vida a quem quer aproveitar o ar livre, a Forbes.com listou uma dezena de esplanadas e terraços, de norte a sul de Portugal. Ficam as sugestões.

Do Douro, ao Alentejo e Algarve, passando por Lisboa ou Porto, são várias as propostas de espaços de lazer em Portugal identificados pela Forbes.com. Em causa estão concretamente várias esplanadas, terraços ou os chamados rooftops, prontos para receber os apreciadores da vida ao ar livre que querem fazer uma pausa durante o dia de trabalho ou descontrair ao final da tarde. Eis as sugestões Forbes.

Ventozelo Hotel & Quinta, Vale do Douro – Inaugurado no início de 2020, este hotel apela à vida ao ar livre. Disponibiliza provas de vinho, realizadas no jardim, e as refeições são feitas num terraço amplo e com uma vista privilegiada sobre as vinhas do Douro.

Santa Bárbara Eco Beach Resort – Situado na Ilha de São Miguel, nos Açores e concebido de forma ecológica e sustentável, o terraço deste hotel reflete a paixão que os proprietários sempre tiveram pelas praias de areia preta ao longo da costa norte de São Miguel. Enquanto toma um café e/ou aproveita para comer uma refeição, pode aproveitar a vista sob o Oceano Atlântico.

Palácio do Torel – Um palácio convertido em hotel, situado no centro de Lisboa, com uma piscina e um terraço amplo, parcialmente coberto com cadeiras e mesas que oferece uma vista para os telhados do centro histórico da capital.

Quinta Nova da Nossa Senhora do Carmo – O terraço deste hotel vínico Relais & Châteaux, recentemente inaugurado, celebra a gastronomia do Vale do Douro em pratos que harmoniza com os vinhos do próprio hotel, supervisionados pelo enólogo Jorge Alves.

São Lourenço do Barrocal – Uma quinta de 200 anos transformada num hotel de luxo marcado pela tradição e pela forte ligação com a natureza. O restaurante ao ar livre dispõe de uma esplanada ampla. Está situado no meio das hortas e tem a particularidade de o chef utilizar fogueiras para cozinhar os seus pratos. A carne e o peixe são de origem local.

You and the Sea – Localizado na Ericeira, este hotel oferece desde programas para iniciantes de surf, a uma estadia para quem trabalha remotamente. O espaço dispõe de um restaurante com terraço ao ar livre multifuncional – o La Barraque – inaugurado em agosto do ano passado. Inclui parque infantil, campo de desportos e rampas de skate. O bar é “sobrevoado” por esculturas de gaivotas oferecidas pelo artista local Bordalo II.

Resort da Penha Longa – Situado entre as colinas da Reserva Natural de Sintra-Cascais, este resort de cinco estrelas de estilo palaciano dispõe de um extenso campo de golfe, um spa e três restaurantes. Tapas, pequenos almoços, com vista para a serra de Sintra, ou cocktais e snacks ao ar livre são algumas das suas propostas.

Os Lumiares – Este hotel,  entre o Príncipe Real e Bairro Alto, em Lisboa, tem uma vista sob o centro histórico da cidade e o rio Tejo. O terraço Lumi Rooftop foi remodelado durante o primeiro confinamento com mesas de pedra,  buganvílias e um menu atualizado com novas ofertas desde cocktails a brunchs, entre outras possibilidades.

Tivoli Carvoeiro – A cidade algarvia do Carvoeiro oferece uma paisagem única da costa portuguesa e de praias escondidas sob as enormes falésias de calcário. No entanto, a melhor vista panorâmica pode ser vislumbrada do Sky Bar do hotel Tivoli, num momento de descanso num final de tarde.

Sapientia Boutique Hotel – Este hotel, situado na histórica cidade de Coimbra, oferece  aos visitantes um terraço com uma paisagem privilegiada de 360º sobre a cidade, o pátio e torre da universidade, e ainda, sobre a famosa biblioteca Joanina. Com o impacto da pandemia esteve teve de encerrar, mas reabertura já está marcada para  maio.

Casa da Calçada – Situado Amarante, a Casa da Calçada tem um terraço elegante virado para a cidade. A reabertura deste espaço, e do hotel, está prevista para o final de abril. Os dois restaurantes têm esplanadas ao ar livre.

Comentários