Portugal Ventures aposta na região de Leiria e cria novo fundo de capital de risco

O novo Fundo da Portugal Ventures é vocacionado para investir em empresas da Região de Leiria (CIMRL).

A Portugal Ventures (PV) anunciou a constituição do Região de Leiria Crescimento – Fundo Capital de Risco Fechado (FCRF), com o objetivo de promover o acesso ao financiamento de capital de risco para projetos inovadores. Podem concorrer empresas com sede num dos 10 concelhos da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria (CIMRL), ou que aí pretendam estabelecer-se com presença e operações significativas.

O Fundo de Capital de Risco “Região de Leiria Crescimento” é uma parceria da Portugal Ventures, com a CIMRL e a Associação Empresarial da Região de Leiria / Câmara de Comércio e Indústria (NERLEI CCI).

“A constituição deste fundo representa o compromisso da Portugal Ventures com o crescimento das empresas da Região de Leiria, permitindo-lhes obter capacidade financeira e capitais próprios para que possam alcançar fases de maior desenvolvimento”. Enaltece ainda “o papel desenvolvido pelos parceiros locais que têm trabalhado ao longo dos últimos anos na criação e desenvolvimento do ecossistema empreendedor da região”, referiu Teresa Fiúza, vice-presidente do Conselho de Administração da Portugal Ventures.

O novo Fundo irá investir em projetos de vários eixos de atuação: Digital & Tecnologia; Indústria & Tecnologia; Tecnologias da saúde; Turismo. O  foco preferencial centra-se em empresas que atuem nas áreas da economia verde e eficiência energética: TIC e smart mobility; Ciências da vida e biotecnologia; e outros projetos de impacto para a região de Leiria.

Dinamizar o ecossistema empreendedor regional, apostando em projetos com um alto potencial de crescimento e valorização, preferencialmente em áreas e setores estratégicos para a região geográfica que integra a CIMRL, é o objetivo da Portugal Ventures e dos seus parceiros.

António Poças, presidente da NERLEI CCI, afirmou que a existência do Fundo de Capital Região de Leiria Crescimento “constituiu um marco importante para sinalizar, junto das empresas da região, a possibilidade de compensar ‘falhas de mercado’ ao nível do acesso a instrumentos financeiros e de capital por parte das PME. Pretende-se apoiar projetos de potencial de crescimento e impacto nas exportações, projetos de sucessão nas empresas e projetos assentes em operações de concentração, sendo que os montantes de investimento serão, preferencialmente, entre 250 mil euros até 1,5 milhões de euros por empresa”.

Refira-se que o Fundo Região de Leiria Crescimento resulta de uma candidatura aprovada ao Programa de Venture Capital promovido pelo Banco Português de Fomento (BPF) no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Mitigar as dificuldades no acesso à capitalização por parte das empresas da região e para o desenvolvimento de um ecossistema de inovação musculado e competitivo ao nível global é o objetivo subjacente à sua criação.

Comentários

Artigos Relacionados