Plural lança fundo de cerca de 400 milhões de euros para apoiar start-ups europeias

A venture capital europeia Plural lançou o seu segundo fundo para apoiar o que designa de start-ups “transformacionais”. Cerca de 400 milhões de euros é o valor envolvido no fundo.

Depois de um primeiro fundo de 250 milhões de euros, lançado há pouco mais de um ano, a venture capital Plural anunciou agora um novo fundo de 432 milhões de dólares (cerca de 400 milhões de euros), direcionado para start-ups early stage europeias, avança o Techcrunch.

Criada em junho de 2022, a Plural é um fundo de investimento early stage que “apoia os fundadores mais ambiciosos na missão de mudar o mundo através da tecnologia”. Tem sede em Tallinn, Estónia e Londres, Reino Unido, e nasceu da iniciativa dos fundadores Taavet Hinrikus, da fintech Wise, Sten Tamkivi, fundador do Skype, e Ian Hogarth, fundador da Songkick.

Até ao momento, a Plural – que também tem como sócios Khaled Helioui (ex-CEO da Bigpoint) e Carina Namih (fundadora e investidora em tecnologia de saúde) -, fez 26 investimentos no seu primeiro fundo em áreas chave como a inteligência artificial, “tecnologia de fronteira”, clima e energia. Estas são, aliás, algumas das categorias em que a Plural deverá continuar a apostar no novo fundo, refere o Techcrunch.

No seu LinkedIn, Taavet Hinrikus lembra que começaram a Plural há dois anos por duas razões. Primeiro, pela “nossa convicção de que os fundadores mais ambiciosos da Europa merecem investidores com profunda experiência operacional e de construção de empresas para dobrar as trajetórias das suas empresas. Segundo, pela “forte convicção sobre o potencial da Europa, a qualidade e ambição dos fundadores e o efeito em cadeia de empresas bem-sucedidas orientadas para missões no PIB europeu”. Refere ainda que, e “embora seja verdade que a tecnologia na Europa tem estado atrasada, está a recuperar o atraso e é encorajador saber que, pela primeira vez, a criação de novas empresas na Europa está a ultrapassar os EUA em números absolutos”.

Taavet Hinrikus salienta, ainda, que “nos primeiros 18 meses, construímos uma equipa de 10 pessoas no lado da plataforma para ajudar os nossos fundadores a escalar seus negócios e garantir que a Plural funciona sem problemas (…). Temos agora mais 400 milhões de euros para apoiar os fundadores a construir empresas que fazem a diferença”.

Comentários

Artigos Relacionados