Plataformas de streaming sobem nas preferências dos portugueses

Cerca de 9% dos portugueses planeiam subscrever serviços de streaming nos próximos três meses. Netflix, Disney+ e NOS Play lideram os crescimentos dos últimos quatro meses de 2021.

São cada vez mais os portugueses a subscrever e utilizar plataformas de streaming para consumir conteúdos televisivos. Um estudo recente da Marktest, concretamente da BStream, dedicado à notoriedade e consumo de serviços SVoD e de pacotes de operadores de telecomunicações no nosso país (nos últimos quatro meses de 2021), revela que mais de 32,3% dos portugueses assume que subscreve pelo menos um serviço streaming, o que corresponde a mais de 2,7 milhões de indivíduos.

Se considerarmos o universo total de portugueses que acede a estas plataformas, mesmo sem serem os subscritores dos respetivos serviços, o total de utilizadores em Portugal aumentou para 44,9% em dezembro do ano passado.

O estudo da BStream revela ainda que 70,6% dos indivíduos que utilizam serviços de streaming têm menos de 45 anos. Ainda relativamente ao universo de utilizadores deste tipo de serviços, o total subiu para 78,9% na faixa etária entre os 15 e os 24 anos, o que corresponde a cerca de 21,5% do total de subscritores. Por sua vez, com 6,5%, a faixa acima dos 65 anos é a que menos recorre a este tipo de serviços.

No parâmetro classe social, a análise conclui que a classe A-B é a que tem maiores taxas de utilização, com 70,4%. Este predomínio entre as classes mais altas tem também reflexo na tipologia de lares em Portugal Continental que subscrevem serviços de streaming: 30,8% têm pelo menos uma plataforma.

Os dados do último quadrimestre de 2021 revelam que a Netflix é o serviço com maior implantação. A plataforma acumula a liderança nos critérios de subscrição, utilização e notoriedade entre os utilizadores. Em dezembro do ano passado foi o serviço de streaming com maior crescimento no número de subscrições, subindo 6,1% face a setembro.

Destaque também para o crescimento da Disney+ (mais 1.2 p.p.) e da NOS Play (0.6 p.p.) no último quadrimestre do ano. Do Top5 de plataformas mais subscritas fazem ainda parte a HBO e a Prime Video.

Os resultados apurados pela Marktest deixam antever que a procura dos serviços de streaming deverá manter-se no futuro imediato, uma vez que 9,4% dos inquiridos assume a intenção de subscrever uma plataforma de streaming nos próximos três meses.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados