A Book in Loop, plataforma fundada por três jovens portugueses, prevê que, no próximo ano letivo, mais de 70 mil famílias possam beneficiar da reutilização de manuais escolares, numa poupança superior a três milhões de euros.

A plataforma ‘online’ Book in Loop, uma ‘spin off’ da Universidade de Coimbra, que começou com um investimento de 80 mil euros de um business angel português, pretende tornar a reutilização dos livros escolares num hábito dos portugueses. Esta iniciativa não só ajuda os bolsos dos pais, que todos os anos têm de comprar manuais aos filhos, como também reduz a desflorestação e as emissões de dióxido de carbono associadas à produção de livros.

João Bernardo Pereira, um dos cofundadores do projeto, revelou à Agência Lusa que os objetivos deste ano passam por vender mais de 100 mil manuais e evitar a emissão de 600 mil toneladas de dióxido de carbono.

Mas em termos de números, quanto é possível poupar? Segundo o cofundador, “ao comprar, os manuais usados são vendidos a 40% do preço de novos. Ao vender, recebe até 20% do preço original do livro em função das vendas, já que metade do valor da venda é equitativamente distribuído por todas as famílias que tenham entregue um manual com o mesmo ISBN”. O que significa que, se o conjunto de livros escolares de um certo ano custar 200€, através da plataforma seria possível comprar esse mesmo conjunto por 80€. No entanto, caso venda o conjunto dos manuais comprado no ano anterior (que teria o valor hipotético de 200€ também), pouparia mais 40€. Se vender e comprar os manuais escolares nesta plataforma, conseguiria comprar uma lista de manuais que originalmente custaria 200€ por apenas 40€. Isto resultaria numa poupança de 80%.

A entrega dos manuais para venda pode ser feita em qualquer loja da rede Sonae MC (como o Continente, Bom Dia, etc), depois de ter sido feito o registo no site da Book in Loop e de ter mencionado quais os livros que irá vender. A compra pode ser feita através da plataforma online, bastando indicar o ano de escolaridade e a escola do aluno. Depois de ter preenchido estes campos, o Book in Loop disponibiliza a lista de manuais adotados pela escola e a partir deste ponto basta reservar os livros pretendidos. Quando a encomenda estiver pronta, ser-lhe-á enviado um e-mail.

Segundo os números que foram avançados à Agência Lusa, em 2016 o projeto recebeu inscrições de 19 mil famílias e permitiu a recolha de 30 mil manuais dos quais 10 mil foram vendidos. Estes números traduziram-se numa poupança de 300 mil euros para as famílias portuguesas.

Apesar de ainda não estar disponível uma versão para alunos universitários, a Book in Loop conta ampliar a sua área de negócio para esta escolaridade em 2018.

Leia também: “Há uma start-up que está a levar a realidade virtual às salas de aula

Comentários