“Passei e Gostei!”: o blog que pretende mudar mentalidades

Enaltecer o que é português é o lema do projeto “Passei e Gostei!”, um blog que se propõe mudar mentalidades.

“Criar um blog positivo e leve que contribuísse para aumentar a autoestima dos portugueses”. Foi com esta ideia em mente que Sofia Merlini, 41 anos, assessora de imprensa há 20 anos, mas entretanto num período de pausa profissional, decidiu criar o blog “Passei e Gostei!”. Elogiar e ser elogiado é o que move este projeto, “um espaço positivo, genuíno, onde o talento nacional, nas mais diversas formas, é o tema principal”, que quer aumentar a autoestima dos portugueses.

Com uma abordagem abrangente e uma linguagem simples, o blog fala do talento de artesãos, designers, fotógrafos e músicos nacionais, enaltece espaços públicos e privados, produtos e serviços de empresas portuguesas.

“O poder que um elogio sincero pode ter na motivação e na vida pessoal e profissional de uma pessoa é imenso e, muitas vezes, nem paramos para pensar nisso. Em determinadas situações acaba por ter mais força do que um prémio monetário desprovido de palavras de valorização e motivação”, afirmou Sofia Merlini. Por isso, o intuito da fundadora foi fazer do blog “uma forma de inspirar e passar informação positiva e útil às pessoas, enquanto cidadãos”. Na sua opinião, os portugueses ainda têm dificuldade em elogiar e serem elogiados e encaram o elogio com desconfiança, mesmo que sincero. “Criei o “Passei e Gostei!”com o objetivo de contribuir para uma mudança de mentalidades”, assegura.

O próprio blog nasceu porque alguém elogiou e acreditou o talento da fundadora, no caso concreto a responsável pela Thalasso Caparica, a primeira entidade que “ disse que eu seria capaz de concretizar esta ideia”, relembrou Sofia Merlini. O “Passei e Gostei! conta ainda com o contributo da Ordem dos Cidadãos com a qual partilha os mesmos valores. Trata-se de uma associação sem fins lucrativos que tem como objetivos divulgar os valores da cidadania entre os portugueses, estimular a responsabilidade social individual e coletiva e dinamizar a participação cívica.

Comentários

Artigos Relacionados