Opinião

Os três vértices da política de carreiras

Jorge Araújo, diretor de recursos humanos da OLAmobile

A política de carreiras de uma empresa é uma das temáticas que mais impacto tem no desenvolvimento das suas pessoas, devido ao conjunto de expetativas que os diferentes intervenientes têm acerca da mesma.

Como tal, é necessário definir explicitamente os conceitos que a suportam e existem três conceitos-base que se tornam imprescindíveis de clarificar: promoção, progressão e mobilidade.

Promoção

Genericamente, entende-se por promoção a passagem de uma função de menor responsabilidade para uma função de maior responsabilidade. Esta transição implica, necessariamente, que o colaborador promovido inicie a realização de novas tarefas que irão ter um maior impacto no negócio e desenvolva novas competências (tipicamente competências de gestão e comportamentais). Desta forma, o colaborador deverá concentrar esforços no desenvolvimento de novas competências, expondo-se a diferentes situações.

Progressão

A progressão corresponde ao aumento do nível de senioridade numa função, ou seja, trata-se do reconhecimento, por parte da empresa, que o colaborador é mais eficaz e/ ou eficiente no desempenho da sua função atual e, como tal, estará preparado para assumir tarefas mais exigentes dentro da sua atual zona de responsabilidade. Tomemos como exemplo uma posição de account manager. Ao progredir para senior account manager, o colaborador passará a gerir contas com maior implicação no negócio. Apesar de este movimento de carreira não implicar o desenvolvimento de novas competências (continua a assumir atividades de gestão de clientes), exige um aumento no nível de desenvolvimento das suas competências atuais (como, por exemplo, ser ainda mais orientado para o cliente ou conhecer de forma mais detalhada o portefólio de produtos e serviços).

Mobilidade

Na sua essência, a mobilidade é a passagem de uma função de uma área funcional para outra área funcional. Por exemplo, a passagem de um account manager (área comercial) para marketing executive (área de marketing). Os colaboradores alvo dos processos de mobilidade são pessoas cuja experiência na área anterior é uma mais-valia para a área de destino e, como tal, fortalecem a empresa como um todo. É de referir que a mobilidade é típica nas empresas que têm um elevado número de colaboradores, onde existe uma pool de talento significativa para colocar este processo em prática.

Apesar de não ser suficiente definir e abordar estes conceitos, os recursos humanos têm que fazer com que entrem no léxico da equipa de gestão das empresas, para que todos estejam inteirados dos possíveis percursos que os colaboradores podem percorrer na sua carreira.

Comentários

Artigos Relacionados