Entrevista/ “O preço continuará a ser o fator de maior peso para os portugueses”

Ernesto Martín, managing director da Atida para o Sul da Europa

A Mifarma nasceu em Albacete, Espanha, em 2011, e fez a sua primeira expansão internacional para Portugal oito anos depois. Em 2020, juntou-se ao grupo farmacêutico Atida para criar a maior farmácia online da Europa. Em entrevista ao Link To Leaders, Ernesto Martín, managing director da Atida para o Sul da Europa, fala dos desafios da empresa no nosso país e das novidades para este ano.

Mais de 15 milhões de encomendas, 4 milhões de utilizadores e 700 funcionários distribuídos por nove países. A Atida Mifarma foi a primeira empresa em Espanha a dedicar-se exclusivamente ao ecommerce de produtos de farmácia e parafarmácia.

Chegou a Portugal, em 2019, ainda sob a égide da marca espanhola Mifarma, que, em 2020, decidiu unir-se à plataforma europeia Atida. Nesse mesmo ano registou um crescimento de 164% no mercado português e os números de 2021 apontam para um desempenho continuado na ordem dos 105% em relação ao ano anterior.

Para além das inovações na sua plataforma, a Atida Mifarma quer continuar a reforçar o posicionamento enquanto especialista e parceiro para todos os temas relacionados com a saúde e o bem-estar, apostando na partilha de conteúdo útil e especializado nos seus diversos canais digitais, revelou Ernesto Martín, managing director da Atida para o Sul da Europa.

Qual o balanço da atividade da Atida | Mifarma em 2021?
O balanço é muito positivo, tendo em conta que em 2021 também implementámos um novo website e uma mudança corporativa – passámos de Mifarma a Atida | Mifarma -, o que marcou um período muito importante de adaptação e análise técnica. Embora não possamos ainda precisar números exatos de faturação, porque só serão públicos daqui a alguns meses, podemos dizer desde já que ultrapassámos os 8 milhões de euros em 2021.

 Em 2021 chegaram ao meio milhão de encomendas em Portugal como estava nos planos? E para este ano, quais os objetivos?
Em 2021 estivemos muito perto de atingir a meta a que nos propusemos – foi mais um ano de incertezas e imprevistos, trazidos por esta pandemia que se mantém. Para este novo ano, estabelecemos a meta de crescer 27% em relação a 2021.

“Estamos muito satisfeitos, pois há um ano falávamos em 1 milhão de visitantes no nosso webite e hoje podemos dizer que duplicámos esse número”.

Com quantos clientes contam atualmente?
Em Portugal já temos mais de 700 mil clientes ativos. Estamos muito satisfeitos, pois há um ano falávamos em 1 milhão de visitantes no nosso webite e hoje podemos dizer que duplicámos esse número.

Que desafios enfrentam para oferecer um serviço de compra online de produtos de saúde e cuidado pessoal que transmita a mesma confiança que o canal físico?
Um dos nossos maiores desafios é oferecer segurança e confiança aos clientes, que têm de confiar em nós apesar de não estarem a ver os produtos fisicamente. É muito importante que eles se sintam seguros na sua jornada de compra, do princípio ao fim. Por isso oferecemos um website muito detalhado e métodos de pagamento 100% fiáveis – e que também incluem plataformas locais, como Multibanco e MBway, por exemplo.

Por outro lado, é muito importante que consigamos boas avaliações dos nossos clientes, pois isso indica o seu grau de satisfação e, se detetarmos algum problema, podemos trabalhar para o resolver. Para além disto, o nosso compromisso é cumprir os prazos de entrega e dar resposta aos pedidos em 24-72 horas, oferecendo soluções e proporcionando uma resposta rápida aos clientes.

Quais os produtos mais procurados na vossa plataforma em Portugal?
Os nossos cinco produtos mais procurados são: um suplemento alimentar em gotas da Reuteri; o óleo para a pele BioOil; o sérum C-VIT da Sesderma; o creme anti-estrias da Isdin; e o protetor solar facial Photoderm da Bioderma.

Como avalia o estado do ecommerce em Portugal, em particular no setor da farmácia e parafarmácia?
Não temos dúvidas de que é um mercado em crescimento constante, algo que foi, naturalmente, facilitado pela pandemia – os utilizadores apreciam cada vez mais a opção de poder comprar produtos de farmácia e parafarmácia numa mesma plataforma e sem precisarem de sair de casa. Creio que este hábito veio para ficar, também muito influenciado pelo facto de as gerações mais novas se sentirem muito confortáveis com as compras online e em dispositivos móveis. Contudo, o nosso setor pode ainda ser considerado relativamente tradicional, mesmo em Portugal, pois as pessoas têm muito presente a ideia de se deslocarem fisicamente a uma farmácia para serem atendidas pelo seu farmacêutico habitual.

É precisamente isso que contrariamos, oferecendo uma alternativa cómoda, confortável, rápida e com valor acrescentado, pois também contamos com uma equipa de especialistas que aconselha os clientes em cada momento. Connosco, tanto podem adquirir soro fisiológico, como vitaminas, shampoo ou creme anti-idade, com preços mais atrativos e a garantia de que os produtos chegam a casa em 24-72 horas.

“O preço continua e continuará a ser o fator de maior peso para os consumidores portugueses, mas detetámos que nos últimos meses os utilizadores exigem também cada vez mais facilidade de compra e variedade, bem como confiança”.

Como perspetiva o futuro do e-commerce?
O futuro do ecommerce dependerá de muitos fatores e cada país tem hábitos diferentes dos restantes, pelo que requer estudos aprofundados e locais. O preço continua e continuará a ser o fator de maior peso para os consumidores portugueses, mas detetámos que nos últimos meses os utilizadores exigem também cada vez mais facilidade de compra e variedade, bem como confiança. Acreditamos que este é o caminho: a confiança e a consolidação de um ecommerce muito mais seguro, apoiado por profissionais, com uma grande variedade de produtos e preços atrativos.

Como avalia o desempenho da empresa no mercado português no conjunto global da Atida | Mifarma?
A nossa evolução tem sido fantástica. É muito importante para nós fazer parte de um grupo tão relevante como a Atida, comprometido com a saúde e o bem-estar e que assenta numa sólida estrutura de futuro e otimização constante.

Quais as previsões ao nível da faturação para este ano?
Este ano gostaríamos de crescer 27% em relação ao ano anterior. É, para nós, uma meta simultaneamente ambiciosa e realista.

Quais os planos para consolidar a sua presença no setor das farmácias online no mercado português?
Os nossos planos assentam sempre em compreender os consumidores portugueses para lhes podermos oferecer o que procuram. Queremos disponibilizar a maior oferta possível, com o maior número de produtos de farmácia e parafarmácia do mercado; dar resposta aos pedidos em 24 horas e oferecer diferentes formas de pagamento para que todos possam sentir-se confortáveis e satisfeitos. Com tudo isto, oferecemos o melhor serviço possível. Sem dúvida, pelo que temos podido avaliar e tendo em conta, também, o nosso crescimento, este é o plano perfeito para o mercado português confiar na Atida I Mifarma como a sua plataforma de referência no que toca à saúde e bem-estar.

“Algumas das novidades para este ano são: um catálogo renovado, muito mais amplo e com maior variedade de marcas e produtos; reforçar este catálogo com a inclusão de muitas mais marcas portuguesas (…)”.

E o que podemos esperar de novidades para 2022?
Algumas das novidades para este ano são: um catálogo renovado, muito mais amplo e com maior variedade de marcas e produtos; reforçar este catálogo com a inclusão de muitas mais marcas portuguesas, para uma verdadeira imersão no mercado local; implementar uma estratégia omnichannel criada especificamente para o consumidor português e manter uma plataforma cada vez mais otimizada, bem como uma experiência de utilizador adaptada às necessidades que o mercado apresenta e exige.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados