Novo fundo israelita procura start-ups para investir 100 milhões de dólares

Eduardo Shoval é um dos responsáveis do Cognitiv II, um novo fundo da empresa israelita OurCrowd que pretende desenvolver os melhores projetos de inteligência artificial. Em entrevista a um site argentino, explica as razões para a criação deste novo fundo.

Conhece como poucos o mundo empreendedor. Vive desde 1971 em Israel, um dos principais polos para as start-ups tecnológicas do mundo e um dos países que mais investe em tecnologia a nível global. E procura projetos de inteligência artificial para investir 100 milhões de dólares (86 milhões de euros). Eduardo Shoval é um empresário argentino que apresentou recentemente o Cognitiv II, um novo fundo da companhia israelita OurCrowd que procura ligar investidores de todo o mundo com as start-ups que se dedicam à inteligência artificial.

Fundada em 2013 por Jon Medved, a OurCrowd é uma plataforma que permite investir em algumas das mais importantes empresas de alta tecnologia. A sua proposta, que combina elementos de crowdfunding, diversificação de investimentos, deteção de talentos e verificação de empresas com boas perspetivas de negócios, permitiu a Medved não só atrair 25.000 investidores de 112 países, mas também controlar ativos com valores próximos dos 1000 milhões de dólares (856 milhões de euros). A empresa lançou agora um novo fundo dedicado exclusivamente a investir em projetos que se centram no desenvolvimento de ferramentas de inteligência artificial.

“Jon criou a ideia, pensando que deveria haver uma melhor maneira para que os investidores de todo o mundo financiassem empresas de alta tecnologia. Ele acreditava que poderia criar uma forma que democratizasse os investimentos, que mais pessoas pudessem participar. Normalmente, as pessoas que não estão relacionadas com capitais de investimento ou com os business angels não poderiam investir numa empresa até que se tornassem públicas e é nesse período que os maiores lucros podem ser obtidos”, explicou Eduardo Xoval ao site Apertura.

O que começou há cinco anos com investimentos de 30 milhões de dólares (26 milhões de euros) por ano passou para 600 milhões (515 milhões de euros) em 2018. Além disso, têm ativos no valor de mil milhões de dólares (857 mil milhões de euros). A OurCrowd tornou-se numa plataforma que permite investir em alta tecnologia. Paralelamente, a empresa investiu num portfólio que hoje é constituído por mais de 150 empresas, tornando-a no maior e mais ativo investidor em Israel, garante Xoval.

Segundo o empresário, “a OurCrowd dá-lhe a oportunidade de investir em empresas analisadas por nós, escolhidas por nós. Investimos e damos às pessoas a possibilidade de investir nas mesmas condições que investimos, que são as mesmas das grandes empresas internacionais. Ou seja, uma pessoa pode investir 10 mil dólares da mesma forma que um fundo pode investir 20 milhões de dólares. Para os grandes investidores, também oferecemos um serviço de consultoria especial”.

O mínimo para investir é 10 mil dólares (8,57 mil euros) para uma empresa e 50 mil dólares  (43 mil euros) para o fundo.

Atualmente, 30% dos investimentos da OurCrowd são realizados por empresas fora de Israel. Investem na Austrália, Nova Zelândia, Grécia, países da Europa Ocidental, Índia e Estados Unidos. “Ainda não fizemos um investimento na América Latina, mas espero que em algum momento possamos anunciar um”, disse Xoval, explicando que o Cognitiv II especializou-se em inteligência artificial porque “identificamos que há um boom de investimentos globais e possibilidades de alta tecnologia, e decidimos criar um fundo que se dedica apenas à inteligência artificial, investindo em projetos que estão em estágios iniciais, como se fosse uma incubadora, um capital inicial”.

Xover revela que 11% do investimento global total em inteligência artificial está em Israel, um país com 9 milhões de habitantes.

O Cognitiv irá nvestir 100 milhões de dólares (86 milhões de euros) nos próximos três anos em novas empresas de inteligência artificial, a nível mundial.

 

Comentários

Artigos Relacionados