Negócio do Mês: Start-up compra outra start-up

Este mês destacamos um negócio pouco habitual em Portugal, uma start-up que compra outra start-up. Neste caso, a lisboeta FollowPrice comprou a minhota PepFeed. Mas vamos mais longe e juntamos-lhe ainda um negócio internacional que promete trazer mudanças no setor dos media.

Em Portugal sente-se a brisa da mudança, com start-ups a comprarem outras start-ups. É disso exemplo o negócio que destacamos este mês: FollowPrice compra tecnológica PepFeed, num montante ainda não revelado.

Com esta aquisição, a FollowPrice ganha capacidade tecnológica, ao integrar esta equipa com competências e experiência no desenvolvimento de tecnologia para e-commerce.

A FollowPrice disponibiliza uma ferramenta universal que permite aos consumidores guardarem os seus produtos preferidos e acompanharem o preço e disponibilidade dos mesmos.

Já a PepFeed que conta com investimento da Portugal Ventures, à semelhança da FollowPrice e da SkyBusiness, desenvolve há três anos uma solução de big data que informa os consumidores no momento da decisão pela compra de produtos tecnológicos, através de tecnologia que rastreia os produtos na internet e que gera correspondências entre milhões de possibilidades.

A Followprice conta com 350 lojas online em 20 países como clientes, sendo que duas das mais importantes estão sediadas em Hong Kong. Portugal representa hoje 30% do negócio da Followprice, que garantiu no último ano um ganho em vendas não previstas de 1,8 milhões de euros para os seus clientes de e-commerce.

Com a compra da PepFeed, a Followprice espera conseguir alcançar os 25 milhões de euros de aumento de vendas extraordinárias aos seus clientes.

Negócio internacional: NBC compra Euronews

Destacamos ainda um negócio internacional: a compra da Euronews pela NBC, que passa a assumir o nome de Euronews NBC.

A NBC adquiriu este mês 25% da Euronews, por quase 30 milhões de dólares (cerca de 28 milhões de euros), segundo o New York Times. Esta compra faz parte da intenção da NBC de expandir a sua área de atuação no mercado internacional, competindo assim com a CNN.

A Reuters, pelo seu lado, avança que a NBC irá adquirir uma participação entre os 15% e os 30% do órgão europeu.

Comentários

Artigos Relacionados