Deixe-me começar por lhe dizer para se sentir confortável com o fato de que não pode controlar o futuro. Os últimos meses provaram-nos que isso é verdade e que todos nós tivemos de esquecer os nossos sonhos (planos) baseados no passado e agora criar para o futuro, sabendo que grandes eventos que mudam a vida podem acontecer a qualquer momento sem aviso prévio.

Muitos de nós agora enfrentamos uma nova crise de desemprego, desafios de relacionamento pessoal, falhas de negócios, uma nova sociedade e o possível colapso da nossa economia. Os nossos filhos estão preocupados com as perspetivas de emprego e com os altos custos de vida. Os nossos idosos estão preocupados com o fato de serem esquecidos e responsabilizados pelas dificuldades económicas que se avizinham. Parece que todos temos os nossos próprios problemas / desafios, em outras palavras, medos do caminho que vamos percorrer.

Todos nós precisamos urgentemente da moeda do otimismo, pois só com esta mentalidade é que vamos conseguir enfrentar de uma forma confortável o que o futuro nos reserva. Precisamos de acreditar que um copo meio cheio pode ir enchendo conforme necessário. Precisamos de estar certos do nosso pensamento antes de estarmos certos das nossas vidas. Estou a partilhar algumas ideias que podem deixá-lo mais confortável com o futuro e ajudar a acalmar a sua mente, para que fique mais preparado para o futuro e possa beneficiar dele.

Em primeiro lugar, comece por pesquisar e acompanhar notícias positivas e atuais, isso vai abrir os seus olhos e mentalidade para novas oportunidades. Esqueça as notícias nos canais por cabo – que prosperam com as más notícias – ou acreditar em todas as teorias da conspiração. Sintonize as boas notícias, pois é vital estar rodeado de energia positiva, em vez de desgraça e melancolia. Se não puder fazer isto, será extremamente difícil avançar. Já viu algum profeta da conspiração feliz?

Claro que não, pois os profetas da conspiração concentram-se apenas no medo e na negatividade. Não espalhe informações erradas, pois isso atrai a energia errada. À medida que o Big Brother aumenta o seu alcance e a desinformação se espalha de uma forma viral, precisa de garantir que não faz parte deste problema. Seja sábio, mas não viva com medo, pois isso irá limitar o potencial de vir a ter uma vida feliz.

Não se concentre em dinheiro, lucro, renda e recompensas, mas sim em doações, comunidade, amizades e família. Os nossos problemas parecem muito menores quando ajudamos outros menos afortunados e com muitos mais problemas do que nós. Faça parte de uma comunidade, faça e mantenha bons amigos, cuide dos entes queridos, cuide da sua saúde e a sua felicidade florescerá.

Ao se concentrar no dinheiro, você nunca irá ter o suficiente. Existem três fases na vida, a fase da necessidade, a fase da ganância e a fase da libertação. Para aqueles que estão a ler este artigo, acredito que muitos, se não todos, passaram pela fase de necessidade, mas encontram-se na fase de ganância.

Esta fase é quando estamos focados em acumular o máximo possível ou viver com o medo autocriado de que nunca temos o suficiente ou nunca teremos o suficiente e, como tal, nos tornamos escravos de querer mais, acumular mais e esquecer que, na realidade já estamos confortáveis com as nossas posses. Quando reconhecemos que temos o suficiente e admitimos que não é importante acumular mais, podemos então abraçar a fase mais liberta da vida agradecendo o que se tem em comparação com tantos outros e dar graças todos os dias, começando com a família, amigos, entes queridos, vizinhos, sociedade e o seu sistema de crenças.  Concentre-se em viver o agora e não nos possíveis futuros problemas, pois isso limita a sua felicidade hoje.

Para muitos de nós, os últimos dois meses deram-nos tempo para nos reconectarmos com o que é tremendamente importante na vida. Muitos de nós, concluímos que a felicidade e uma vida simples são mais importantes que a riqueza e os bens. Este período mostrou a muitos de nós que o nosso foco estava mal direcionado e que as coisas certas eram viáveis, mas nem as notávamos.

Família, amigos e passear com o cão trouxeram-nos felicidade enquanto que o dinheiro e os bens deixaram-nos ansiosos. A vida simples é na verdade uma vida mais feliz. Percebi que aqueles que tinham muito a perder ficavam ansiosos, stressados e negativos, enquanto que aqueles com pouco a perder focavam-se para superar esta crise com bravura e otimismo. Livre-se das coisas que o deixam ansioso e pode ser feliz.

Entendemos como é benéfico melhorar a nossa condição fisicamente, mentalmente e emocionalmente e muitos de nós alcançámos estes três aspetos e saímos mais fortes deste confinamento. Entendemos a importância de colocar a nossa saúde em primeiro lugar, pois só assim poderemos enfrentar todos os outros desafios. Vamos comer melhor, exercitar mais, melhorar o nosso próprio valor e habilidades, pois entendemos as vantagens que isso nos dá. Emocionalmente, tornar-mo-nos mais sensíveis aos nossos pensamentos e necessidades, tivemos tempo para nós mesmos e achámos benéfico e maravilhoso. A felicidade começa em nós.

As pessoas vão querer passar tempo com pessoas positivas e apoiar iniciativas e empresas positivas. Portanto, qualquer novo empreendimento precisa de ser positivo para a sua família, clientes, comunidade e ambiente. O dinheiro será investido em tais empreendimentos e os clientes apoiarão estes negócios. Sejam as oportunidades on-line ou off-line, os futuros clientes desejam garantir que as empresas ou marcas usadas sirvam as comunidades e a sociedade melhor do que antes. Sentimentos positivos serão traduzidos para marcas e pessoas felizes.

Regra número 1: o tempo é valioso, então limite a sua exposição nas redes sociais. Regra 2: você não precisa de estar em todas as plataformas de redes sociais ou compartilhar tudo o que faz.  Regra 3: gaste mais tempo a fazer coisas positivas, a ler e a aprender do que a postar ou a seguir, não é assim tão importante que goste de tudo e compartilhe tudo.

Reduza o seu tempo no mundo virtual e viva mais no mundo real. Não seja odioso, mas pare de acompanhar e siga em frente se não gostar de algo. Não precisa de se associar a pessoas negativas, notícias negativas ou energia negativa. Esta é uma escolha positiva que pode fazer. Nem todos são perfeitos on-line, por isso não gaste o seu tempo a fazer comentários negativos (trolling) como se você fosse perfeito. Tenha uma presença on-line transparente e honesta que também possa viver na vida real.

Não viva com medo de doenças, germes ou outras coisas desagradáveis. Vivemos num mundo cheio de riscos há milhares de anos e no entanto floresceu, assim como os seres humanos vivem melhor e por muito mais tempo. Tenha cuidado, mas não tenha medo. Não continue à procura de pastos mais verdes ou mais seguros, pois perderá muito enquanto espera por encontrar o lugar perfeito para começar a sua vida. O medo é o maior vírus e precisa enfrentá-lo, entendê-lo e conviver com ele para poder ser feliz.

Melhore as suas qualificações tecnológicas, mas também as suas competências humanas, pois não se trata de escolher uma ou outra, mas a combinação de ambas fará com que assuma este novo futuro com sucesso. Seja ótimo em ambos e os seus potenciais clientes vão melhorar drasticamente.

As viagens e o turismo vão passar por um momento difícil durante um período, mas depois conseguirão superar os outros setores, à medida que todos começamos a fazer o que mais amamos, que é viajar. O turismo tornar-se-á mais experiente e inteligente, conforme queremos fazer e aprender coisas novas enquanto viajamos.  Também poderemos viajar e trabalhar ao mesmo tempo, permitindo-nos viajar por períodos mais longos, pois a conectividade WiFi será a nossa única restrição. As viagens foram apontadas como um dos passatempos mais perdidos durante a quarentena e o que mais contribui para a felicidade.

Depois de termos visto como as florestas e os oceanos recuperaram durante o confinamento, a maioria de nós ficará mais sensível à nossa própria pegada nesta terra. Vamos entender que, ao serem usados menos recursos, podemos salvar a nossa terra e deixá-la saudável para as gerações futuras. À medida que cada vez mais as pessoas que vivem nos países desenvolvidos vivam uma vida mais simples utilizando menos recursos, esperamos que sirvam de exemplo para os países em desenvolvimento. Impulsos consumistas e publicidade de consumo serão desaprovados e no futuro consumir menos se transformará em mais. Finalmente, podemos entender que precisamos de viver em harmonia com a mãe natureza e que não podemos ser o seu mestre. O mundo é interdependente e precisa de cooperação entre todos, isto se quisermos ter a oportunidade de viver em harmonia.

Neste curto período de quarentena, ficámos à vontade para trabalhar, fazer compras e estudar em casa. Isso é emocionante, pois reduzirá o uso de recursos, reduzirá as disparidades de renda e aumentará a produção de competências. Ter esta exposição global também nos pode ajudar a eleger governos melhores e melhorar a prestação de contas. Os países desenvolvidos podem até beneficiar da redução dos custos de vida.

Houve tanta criatividade, trabalho em equipa e compreensão durante este período de confinamento que acredito que continuará à medida que nos abrimos. Éramos estranhamente mais humanos e menos materialistas, e sobrevivemos. Nós pedimos o que é local e foi bom, cantámos e conversámos e achei divertido.

Apoiámos as pequenas empresas e sentimo-nos bem com isso e construímos o orgulho nacional ao estarmos juntos. Todos somos muito melhores do que pensávamos, mas também percebemos que podemos ser ainda melhores e mais felizes no futuro. Nunca esqueçamos o passado, mas decidamos acolher o futuro de forma otimista, porque podemos e devemos.

Versão do texto em inglês

Don’t Fear the future you can be Happy

Let me start by telling you to get comfortable with the fact that you cannot control the future. The last few months have proven to us that this is true and that we have all had to forget our future dreams (plans) based on the past and now make new ones for the future ahead knowing that major life changing events can happen at a moment’s notice.

Many of us are now facing a new crisis of unemployment, personal relationship challenges, business failures, a new society, and the possible collapse of our economy. Our children are worried about their future job prospects and the high costs of living. Our senior citizens are worried that they will be forgotten and blamed for the economic difficulties ahead. We all seem to have our own problems/challenges, in other words fears of the road ahead.

We need to urgently all obtain the currency of optimism as only with such a mindset will we able to face and get comfortable about the future ahead. We need to believe that a glass half-filled can be refilled as needed. We need to be right in our minds before we can be right in our lives. I am sharing some thoughts which should get you more comfortable with the future ahead and help settle your mind, so that you are prepared to benefit from this future.

Firstly, start by researching and following good news which is current as this will open your eyes and mind to new opportunities. Forget watching cable news – which thrives on selling bad news – or believing every conspiracy theory. Tune into Good news as it’s vital to be surrounded by positive energy instead of doom and gloom. If you cannot do this, then you will find it extremely difficult to move forward. Have you ever seen a happy conspiracy prophet? Off course not, as conspiracy prophets only focus on fear and negativity. Do not spread misinformation either as this attracts the wrong energy. As Big Brother increases its reach and misinformation spreads virally you need to ensure you are not part of this problem. Be wise but do not live fearfully as this will limit your potential of a happy life.

Do not focus on money, profit, income, and rewards but rather focus on giving, community, friendships, and family. Our problems seem so much smaller when we help others who are less fortunate and have many more problems than we do. Be part of a community, make and keep good friends, look after loved ones, take care of your health and your happiness will flourish. By focusing on money and you will never have enough of it. There are three phases in life, the need phase, the greed phase, and the freed phase. For those of you reading this article I believe that most of you, if not all of you, have passed the need phase but rather find yourself in the greed phase.

This phase is when we are focused on accumulating as much as possible or live with the self-created fear that we never have enough or never will have enough and as such we become slaves to wanting more, accumulating more and forgetting that in reality we are already comfortable with our many possessions. When we recognise that we have enough and admit that it is no longer important to accumulate more, we can then embrace the freed phase of life by being grateful for what you have as compared to so many others, and count your blessings every day, starting with family, friends, loved ones, neighbours, society and your belief system. Focus on living now and do not focus on potential future problems as this limits your happiness today.

For many of us the last two months has given us time to reconnect with what is tremendously important to us in life. For many of us we have concluded that happiness and a simple life is more important than perceived wealth and assets. This period has shown many of us that our focus was misdirected and that the right things were achievable, but we did not even notice them. Family, friends and walking the dog made us happy and our money and assets made us anxious. The simple life is in truth a happier life.

I noticed as those who had lots to lose got anxious, stressed, and negative while those with little to lose looked at surpassing this crisis with Bravery and Optimism. Get rid of the things that make you anxious and you can be happy.

We have understood the benefits of improving ourselves physically, mentally, and emotionally and many of us have come out stronger in all three after this lock down. We have understood the importance of putting our health in first place as only then can we encounter all other challenges. We will eat better, workout more, improve our own worth and skills as we have understood the advantages that this gives us. Emotionally we have become more sensitive to our thoughts and needs, we have had time for ourselves and found it beneficial and wonderful. Happiness starts with us.

People will want to spend time with positive people and support positive initiatives and companies. Therefore, any new venture needs to be positive for your family, clients, community, and environment. Money will be invested into such ventures and clients will support such businesses. Whether the opportunities are online or offline, future customers want to make sure that companies or brands they use serve communities and society better than before. Positive feelings will translate to happy brands and happy people.

Rule number 1, time is valuable so limit your social media exposure. Rule 2, you do not have to be on all social media platforms or share everything you do on social media. Rule 3, spend more time doing positive things, reading, and learning rather than posting or following, it is not that important that you like everything and share everything. Reduce your time in the virtual world and live more in the real world. Do not be a hater either but rather stop following and move on if you do not like something. You do not have to associate yourself with negative people, negative news or negative energy. This is a positive choice that you can make. Not everyone is perfect online so do not spend your time making negative comments (trolling) as if you are perfect. Have an honest transparent online presence that you can live up too in real life as well.

Do not live in fear of disease, germs, or other possible nasty things. We have lived in a world full of such risks for thousands of years and yet we have flourished as humans living better and longer than ever before. Take care but do not fear. Do not keep looking for greener or safer pastures as you will miss out on so much while waiting for the perfect place to start your life. Fear is the biggest virus and you need to confront it, understand it, and live with it and then you can be happy.

Improve your technology skills but also your human skills as it is not a choice of one or the other but rather a combination of both that will make you take on this new future successfully. Be great at both and your prospects will drastically improve.

Travel and tourism will go through a tough period for a while but then it will out-perform other sectors as we all start doing what we love most, travelling. Tourism will become more experience and intelligent based as we want to do and learn new things while we travel. We will also be able to travel and work at the same time allowing us to travel for longer periods as Wi-fi connectivity will be our only constraint. Travel was named as one of the most missed pastimes during quarantine and a high contributor of happiness.

After watching our forests and oceans recovering during this lock down, most of us will be more sensitive to our own footprint on this earth. We will understand that by using less resources we can save our earth and leave it healthy for future generations. As more humans in developed countries start living the simpler life and consuming less resources, we hope that this will also be an example to developing countries. Consumption drives and consumption advertising will be frowned on and consumerism will turn to less instead of more. We might finally understand that we need to live in harmony with mother nature and that we cannot be her master. The whole world is inter-dependent and needs to cooperate if we wish to stand a chance of living in harmony.

In this short time during quarantine we have become comfortable working, shopping and studying from home. This is exciting, as it will lower resource usage, reduce income gaps and boost skill production. Having this global exposure might also help us elect better governments and improve accountability. Developed countries might even benefit from reduced costs of living.

There has been so much creativity, teamwork and understanding during this lock down, I believe it will continue as we open-up. We were strangely more human and less materialistic, and we survived. We ordered local and it was good, we sang and chatted and found it fun. We supported the small businesses and felt good about it and we built national pride in standing together. We are all much better than we thought but we have also realised that we can be even better and happier in the future. Let us never forget the past but decide to welcome the future optimistically because we can and must.

Comentários