Multinacional Maersk investe 1,5 milhões na portuguesa HUUB

Com esta nova ronda, a start-up nacional HUUB fecha o ciclo de “early-stage” com um total de 4,35 milhões de euros angariados.

A HUUB acaba de anunciar o levantamento de uma nova ronda de investimento no valor de1,5 milhões de euros. O negócio foi fechado com a Maersk, especialista de transporte marítimo e um dos maiores grupos globais na área da logística, e representa o primeiro investimento desta multinacional dinamarquesa numa start-up portuguesa.

A concretização deste negócio surge no seguimento da ronda “oversubscribed” de 2,5 milhões de euros liderada pela Pathena, em 2018, e que ficou marcada pelo interesse de vários investidores europeus na start-up tecnológica nacional que opera na área da “supply chain” para a indústria da moda.

“Sabíamos que estávamos numa posição interessante para negociar um novo investimento antes da próxima ronda – a Série A. Procurávamos aquilo a que chamamos de “smart money”, ou seja, garantir que, além de capacidade financeira, o nosso novo parceiro pudesse aportar valor à empresa. A Maersk é precisamente o maior “player” mundial na indústria em que estamos inseridos pelo que já são, e certamente continuarão a ser, um parceiro fundamental no crescimento acelerado da HUUB”, explicou Luís Roque, cofundador e CEO da HUUB,  em comunicado.

Com esta entrada de capital, a start-up vai dar seguimento ao plano estratégico anteriormente definido. “Temos objetivos muito claros e ambiciosos até à próxima ronda de investimento que passam, por exemplo, por triplicar o número de marcas atuais, continuar a expandir as operações logísticas na Europa, para melhorar a nossa eficiência e competitividade, e garantir o crescimento da nossa equipa, nomeadamente nos vetores tecnológicos e comercial”, acrescenta Luís Roque.

Este ano, a start-up portuguesa prevê um crescimento de cerca de 200% face a 2018, baseado no aumento de 47% no número de marcas angariadas. Este rápido desenvolvimento da empresa estará centrado nas operações em Portugal e na Holanda e suportado pelo crescimento da equipa para 85 colaboradores até ao final do ano, refere o comunicado da start-up. .

Comentários

Artigos Relacionados