Mentoring walks, uma nova forma para empoderar as mulheres e ajudá-las a progredir na carreira

Chamam-se mentoring walks e são nada mais nada menos que caminhadas exclusivas para líderes femininas de todo o mundo que procuram inspiração e criar ligações pessoais e profissionais, com um objetivo comum: empoderar-se.

“Acredito que devemos usar o nosso poder, a nossa voz e sabedoria para capacitar a próxima geração de mulheres”. A afirmação é da estilista Diane von Furstenberg, membro do conselho da organização Vital Voices Global Partnership, que é patrocinadora das 135 Global Mentoring Walks que aconteceram nos últimos dias em 45 países.

Estas caminhadas reúnem líderes femininas já estabelecidas ou em ascensão que procuram criar conexões pessoais e profissionais autênticas e inspirar a próxima geração – e, às vezes, podem até levar a um novo emprego.

A Vital Voices, que organiza estas caminhadas há 16 anos, foi fundada há 25 anos para apoiar mulheres que estão a enfrentar desafios como violência de género, questões climáticas, desigualdades económicas e falta de representatividade na política.

A organização oferece apoio através do estabelecimento de ligações, capacitação, apoio financeiro, formação de competências e ajuda a que os seus trabalhos tenham uma maior visibilidade. Nesta iniciativa já participaram primeiras-ministras, defensoras dos direitos humanos e empreendedoras sociais. A autora premiada Amanda Gorman e a ativista Malala Yousafzai também já se juntaram à iniciativa.

A Vital Voices ajudou, por exemplo, a ex-ministra do governo afegão, Holy Yourish, a sair do país e a rumar aos EUA depois de os Talibãs assumirem o poder no Afeganistão, em agosto de 2021.

“As jornadas de liderança das mulheres não são fáceis e, para sobreviver e prosperar, devemos explorar as nossas emoções e experiências comuns. E isso é a Vital Voices para mim”, explicou Yourish, citada pela Forbes, que é atualmente professora visitante na Elliott School of International Affairs da George Washington University.

A iniciativa da Vital Voices começou organicamente. Geraldine Laybourne, fundadora e ex-CEO do canal de televisão norte-americano Oxygen Media, costumava responder aos pedidos de conselhos de mulheres jovens, convidando-as a participar nas suas caminhadas matinais. Ela testemunhou em primeira mão como o poder se expande no momento em que é partilhado e ajudou a Vital Voices a realizar uma caminhada de mentoras para incluir líderes mulheres de todo o mundo.

No mês da mulher, as Global Mentoring Walks reúnem mentoras e participantes em todo o mundo para realizarem caminhadas nas suas comunidades. Durante as caminhadas, partilham-se desafios e soluções ,e formam-se laços de apoio que promovem o crescimento, a confiança e a liderança.

Na Ucrânia, o tema das caminhadas este ano é “Momento para ações audaciosas”. “Seja corajoso como os ucranianos!”, disse Olga Azarova, a fundadora do movimento da Vital Voices na Ucrânia, que incentiva as mulheres a “mudar o mundo para melhor – com verdade, segurança, justiça e paz!”

Alyse Nelson, presidente e CEO da Vital Voices, acredita que as mulheres ao fazerem-se acompanhar de outras mulheres tornam-se muito mais poderosas. “As caminhadas proporcionam um momento em que todas podemos ser positivas, encontrar respostas e orientar todas essas jovens que estão à procura dos seus próximos passos”, reforçou.

Comentários

Artigos Relacionados