A Leanmat é um marketplace de materiais de construção que ajuda as pequenas e médias construtoras a poupar tempo e dinheiro através da digitalização e automação do processo de compra de materiais. O projeto está a dar os primeiros passos e  precisa de investimento e de uma fintech.

João Pestana, 25 anos, e João Pedro Martins, 27, juntaram esforços para criar um marketplace online de materiais de construção a que chamaram Leanmat. Ou seja, um projeto que se apresenta como uma ConstruTech, já que é uma start-up tecnológica no setor da construção.

Engenheiros de Gestão Industrial, pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, e com experiência profissional numa empresa ibérica de tintas e vernizes, os dois jovens lançaram-se nesta aventura empreendedora numa altura é que um dos cofundadores iniciou a construção da sua própria habitação. O facto de se deparar com uma enorme dificuldade em encontrar e escolher materiais de construção e com a inexistência de soluções adequadas foi o “clique” para que a Leanmat começasse a ganhar forma. Entusiastas de modelos de negócio de marketplace, com espírito empreendedor e data-driven, decidiram mergulhar a fundo no problema e começar a trabalhar.

Ainda na fase de ideia, a Leanmat contou com o apoio da Techstars durante o Startup Weekend Lisbon Immersive Technology, de onde saiu vencedora. Recentemente, tornou-se uma das seis start-ups graduadas do Founder Institute, um programa de aceleração de start-ups early-stage.

A pensar nas pequenas construtoras
Atualmente com uma equipa de três elementos, a Leanmat planeia o seu crescimento até ao final do ano, nas áreas tecnológica, comercial e de apoio ao cliente. Equipa que assegura o funcionamento de um marketplace de materiais de construção que ajuda as pequenas e médias construtoras e profissionais do setor da construção a encontrar, selecionar e comprar materiais de construção.

“É uma porta de fácil acesso à digitalização e venda online destinado a produtores e distribuidores que sabem que a digitalização é o caminho certo, que não querem ficar para trás na revolução digital e que veem na Leanmat um parceiro que lhes permite vender online e usufruir da automatização de inúmeros processos, sem necessidade de fazerem qualquer tipo de investimento”, explicou João Pestana.

A start-up trabalha com fornecedores de todo o mundo, com grandes grupos industriais multinacionais, bem como com pequenos produtores portugueses. Em 2020, pretende usar o setor da construção em Portugal para testar e otimizar a sua plataforma e em breve expandir para novas geografias.

À procura de investidor e de uma fintech
A Leanmat procura investimento para acelerar o seu processo de crescimento e uma fintech capaz de fornecer um serviço de Credit-as-a-Service integrado na sua plataforma e direcionado para construtoras PME’s.  “Pode assim usufruir da eficiência que a plataforma da Leanmat pode trazer ao processo de concessão de financiamento para aquisição de material”, frisou o cofundador do projeto. Acrescentou que “com o lançamento live da plataforma marcado para dentro de poucos meses, o desafio até lá é fazer o onboarding dos fornecedores parceiros e dos seus produtos. Um trabalho de preparação essencial para arrancar com uma oferta apelativa e competitiva para as nossas construtoras e profissionais de construção”.

Resumo:
Responsáveis: João Pestana e João Pedro Martins
Área: Construção
Produto: Marketplace
Mercados: Nacional
Necessidade: Investimento
Contacto: joao.pestana@leanmat.com
Site: https://leanmat.com/

Comentários