GigRove liga freelancers que procuram um espaço para trabalharem a start-ups com necessidades de apoio.

Sediada em Londres, a GigRove desenvolveu uma plataforma que junta freelancers da área digital que procuram um espaço para trabalharem e start-ups com espaço a mais e necessidade de apoio de especialistas em determinadas áreas.

A GigRove, que disponibilizou uma versão beta no verão passado, vê agora o seu CEO, Marko Islamovich, anunciar o lançamento da plataforma plenamente desenvolvida.

Com mais de 20 mil utilizadores ativos na fase beta, conta com cerca de 5 mil start-ups de 130 países e 17 mil freelancers que andam na estrada.

A ideia base é que os freelancers troquem os seus conhecimentos por um espaço para estarem, enquanto viajam pelo mundo, e que os seus anfitriões consigam a ajuda pontual de que necessitam em determinada área de conhecimento.

Marko Islamovich refere que, neste momento, a maioria das start-ups que usam a plataforma estão em fases pré-semente e semente e atuam nas mais diversas áreas, seja moda, saúde, transportes ou fintech. Já quanto às competências e conhecimentos mais requisitados, aponta a programação, design, advocacia, contabilidade, consultoria e gestão de redes sociais.

Comentários