Depois de ajudar a criar a maior rede social do mundo, o brasileiro Eduardo Saverin acaba de levantar 820 milhões de dólares (725 milhões de euros) para o segundo fundo da sua empresa de venture capital, a B Capital, focada em start-ups.

Eduardo Saverin, cofundador do Facebook, acaba de levantar 820 milhões de dólares (725 milhões de euros) para o segundo fundo da sua empresa B Capital.

Através da B Capital, o brasileiro que hoje reside em Singapura pretende investir em empresas que promovam soluções com impacto social. “Estamos preocupados com o que a tecnologia pode fazer, tanto positiva quanto negativamente”, disse o brasileiro em entrevista à Bloomberg.

Start-ups de blockchain e bitcoin também se podem candidatar à ronda de investimento agora anunciada. Porém, o único requisito pedido é que as soluções promovam o que Saverin define como “impacto positivo na sociedade”.

No site da B Capital, pode ler-se que o foco é investir em “tecnologias que transformam grandes indústrias: fintechs, insurtech, healthcare tech e bio IT”.

O primeiro fundo da empresa foi fechado em 2018, com 360 milhões de dólares (38 milhões de euros) em investimento. O montante foi convertido num portfólio diverso, que contém empresas como a Bird, de aluguer de scooter elétricas, o e-commerce de veículos, Carro, a plataforma para pescas Fishbrain, o portal de saúde e bem-estar Myia,entre outras. .

A empresa de venture capital do brasileiro investe geralmente entre 10 e 60 milhões de dólares (8,8 e 53 milhões de euros) em novos negócios, mas também já investiu menos.

As empresas interessadas em candidatarem-se a este financiamento da B Capital podem fazê-lo através do site da empresa.

A B Capital foi criada em 2015, quando Saverin se juntou ao sócio e amigo Raj Ganguly, então recém-saído da Bain Capital, que tem cerca de 100 mil milhões de dólares (88 mil milhões de euros) sob a sua gestão. A empresa tem escritórios em Singapura, Nova Iorque, Los Angeles e São Francisco.

 

Comentários