Fundação PHC quer ajudar a construir a sociedade do futuro

Lançada pelos fundadores da PHC Software, a Fundação PHC dedica-se a projetos que melhoram a qualidade de vida dos cidadãos a nível de literacia digital, combate à pobreza e sustentabilidade.

“É nossa responsabilidade começar a construir uma sociedade preparada para os desafios do futuro. Acreditamos que a preparação para a sociedade digital, com pessoas autónomas na utilização de tecnologia, é uma prioridade para a que todas as gerações tenham acesso a informação, serviços e benefícios que o software proporciona a todos”. A declaração é de Rute Ablum, presidente do Conselho Executivo da Fundação PHC, apresentada publicamente hoje.

Rute Ablum, presidente do Conselho Executivo da Fundação PHC

Lançada pela multinacional PHC Software, a Fundação PHC assume como missão prioritária promover a literacia digital, combater as clivagens sociais e promover a gestão sustentável de recursos. Trata-se de um projeto sem fins lucrativos, focado na construção de uma sociedade do futuro, explicam os seus fundadores, e que nasce do esforço e estratégia de cidadania empresarial da PHC Software, que pretende dar um contributo relevante a uma sociedade onde a literacia digital terá um papel decisivo no futuro do país, quer a nível de desenvolvimento humano e económico, quer na redução de diferenças sociais e na preservação e boa gestão de recursos.
Para este ano, a Fundação PHC tem como objetivos promover a literacia digital em Portugal, através da formação, da atribuição de bolsas de estudo, bem como ajudar a preservar a dignidade humana, em particular no combate à fome, neste caso com a doação de refeições a pessoas em risco social de pobreza, e dinamizar a  sustentabilidade na gestão de recursos ambientais, económicos e humanos.

A Fundação planeia ainda desenvolver um estudo sobre o estado da literacia digital em Portugal, cujas algumas conclusões já foram reveladas hoje. Realizado em parceria com a OnStrategy, a análise preliminar concluiu que os portugueses reconhecem o impacto da tecnologia na sua vida e que existe uma relação direta entre a tecnologia e a produtividade. Os números apurados referem que 82% dos portugueses considera que a tecnologia está a melhorar a sua qualidade de vida, que 78% poupa tempo de forma significativa graças à tecnologia e que 25% dos portugueses afirma poupar mais de 4h por dia.

A par do estudo, a Fundação planeia ainda implementar projetos de formação, como o Junior e Senior Code, bem como o desenvolvimento de software para ONGs, capacitando, assim, a gestão de organizações não lucrativas, com software que permita melhorar e gerir os seus recursos e obter melhores resultados.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados