A iniciativa designa-se EY Entrepreneurial Winning Women e as empreendedoras portuguesas podem inscrever-se até 15 de agosto.

A EY Global está a promover a quarta edição do EY Entrepreneurial Winning Women, um programa que visa apoiar empreendedoras e reforçar a importância do empreendedorismo na sociedade, através da inovação e da liderança. Trata-se, no fundo, de um programa de educação executiva que identifica um grupo restrito de empreendedoras de alto potencial com negócios que apresentam um potencial real para escalar e que depois as ajuda a fazê-lo.

São elegíveis as mulheres com empresas de alto potencial, fundadoras de empresas de base tecnológica ou digital, ou ainda de empresas inovadoras com novos modelos de negócios. Além disso, as empresas em causa devem ter sede na Europa, ter fins lucrativos, estar em atividade há pelo menos dois anos, e ter receitas superiores a um milhão de euros.

As candidaturas podem ser efetuadas até dia 15 de agosto. Depois de concluído o processo de seleção, as participantes têm a oportunidade de marcar presença em vários eventos, além de serem acompanhadas por um mentor da EY Portugal para as apoiar durante esse período. Têm, ainda, acesso a sessões de e-learning sobre tópicos relevantes para o seu percurso profissional.

Paralelamente, as candidatas portuguesas selecionadas integrarão a Europe Class of 2019, onde terão a oportunidade de expandir os conhecimentos com o apoio de consultores seniores e empreendedores experientes, traçar estratégias de negócio e ter acesso a potenciais parceiros, investidores, clientes e fornecedores.

“A EY acredita que a liderança no feminino tem um papel vital no crescimento dos mercados mundiais. Neste sentido tem desenvolvido vários projetos que visam destacar empreendedoras, tais como o EY Entrepreneurial Winning Women, um programa com mais de 10 anos de existência, que visa apoiar e valorizar um grupo distinto de mulheres inspiradoras e dinâmicas, cujos negócios demonstram potencial de crescimento”, esclareceu Florbela Lima, Partner, Head of EY-Parthenon Portugal.

Comentários