Ex-mulher de Jeff Bezos doa 4 milhões de dólares a ONG que capacita mulheres em tech

Mackenzie Scott doou 4 milhões de dólares (cerca de 3,8 milhões de euros) à ONG peruana Laboratoria, que quer revolucionar o setor de tecnologia na América Latina, ajudando a formar mais mulheres.

Quando assinou os papéis do divórcio, em 2019, com Jeff Bezos, MacKenzie Scott herdou uma fortuna gigantesca e tornou-se rapidamente na terceira mulher mais rica do mundo, com um valor estimado de 34 mil milhões de euros.

Nesse mesmo ano, a norte-americana associou-se à Giving Pledge, uma campanha filantrópica criada por Bill Gates e Warren Buffett, com o objetivo de impulsionar os donos de grandes fortunas a doarem pelo menos metade da sua riqueza a diversas causas. E não ficou por aqui.

2022 está a ser um ano em cheio para Scott. Só em fevereiro, nove organizações anunciaram ter recebido doações de Scott, num total de 240 milhões de euros. Uma das maiores doações foi entregue a uma ONG que apoia crianças em risco em idade escolar, mas também a outra que ajuda a desenvolver as capacidades dos professores. Apoiou também o combate ao vício das drogas nos mais jovens, grupos que promovem e defendem os direitos reprodutivos e a igualdade de género.

Mais recentemente Scott fez uma doação à ONG peruana Laboratoria, que tem presença no Brasil e em outros países da América Latina, e que pretende capacitar mulheres no setor tecnológico.

Scott doou 4 milhões de dólares (cerca de 3,8 milhões de euros) à Laboratoria, que já formou cerca de 3 mil mulheres e empregou mais de 85% nos últimos dois anos.

A organização de impacto social foi fundada em 2014  pela peruana Mariana Costa Checa, que já foi reconhecida por Barack Obama e pelo MIT como uma das empreendedoras latino-americanas mais inovadoras.

A Laboratoria dedica-se a formar mulheres que ainda não conseguiram iniciar a sua carreira profissional na área tecnológica. Para tal, organiza um bootcamp de seis meses voltado para o trabalho, imersivo e holístico, que conta com programas como desenvolvimento web e design UX com suporte total para colocação profissional.

Em 2021, 90% das mulheres formadas no seu bootcamp conseguiram emprego na indústria tech e obtiveram um salário médio de mil dólares (949 euros).

A organização tem hoje presença no Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México e Peru, sendo uma fonte de talento para mais de 1.100 empresas na América Latina e em todo o mundo.

Uma das mulheres mais poderosas do mundo, segundo a Forbes
Foi considerada pela Forbes no início deste mês uma das 100 Mulheres Mais Poderosas do Mundo. Em pouco mais de dois anos, Scott doou cinco vezes mais a instituições do que o ex-marido e ex-CEO da Amazon. As suas doações somaram um total de 12,8 mil milhões de dólares (12,2 mil milhões de euros), ou seja, 10,2 mil milhões de dólares (9,7 mil milhões de euros) mais do que Bezos.

Scott doou dinheiro para mais de 1.200 organizações que vão desde pequenas ONG e grupos de justiça social até grandes nomes como Planned Parenthood e Girl Scouts.

Com a mais recente doação à Laboratoria, a filantropa continuará a sua missão de reduzir a desigualdade de género na indústria da tecnologia, transformando a vida de milhares de mulheres na América Latina.

Comentários

Artigos Relacionados