EDP vai investir 100 milhões na transição energética

Start-ups ligadas ao setor da transição energética serão o foco do investimento da EDP Ventures, o braço de capital de risco do grupo EDP.

Até 2025, a EDP Ventures, o braço de capital de risco do grupo EDP, quer duplicar o investimento em start-ups e empresas, a nível global, que tenham desenvolvido soluções que contribuam para dar resposta aos desafios das alterações climáticas e à exigência da transição energética. As soluções têm de ter provas dadas sobre o seu modelo de negócio. No total, a EDP tem 100 milhões de euros (mais do dobro dos 45 milhões de euros investidos na última década) disponíveis para investir globalmente em soluções que possam ter impacto no negócio.

A energética nacional explicou em comunicado que procura start-ups na etapa de scale-up e que estejam em fase de industrializar a sua oferta. Desta forma, e mantendo a sua abordagem tradicional de investimento em start-ups em fase Seed e séries A, a EDP Ventures vai passar também a participar em rondas de investimento de séries B e poderá vir a investir em séries C. Prevê investir até 10 milhões de euros por empresa.

“Estamos focados em encontrar as soluções e tecnologias que farão a diferença num futuro descarbonizado e mais sustentável. À medida que o setor elétrico se altera a uma velocidade sem precedentes, queremos somar ao nosso conhecimento as start-ups mais promissoras, com um foco claro em projetos que possam representar oportunidades de crescimento. Os próximos anos serão desafiantes para a transição energética e queremos enfrentá-los com as melhores ideias a nível global”, esclareceu Ana Paula Marques, administradora da EDP.

Refira-se que este compromisso da EDP enquadra-se no Plano Estratégico delineado até 2025, e que prevê a duplicação da capacidade em energia eólica e solar, mas também o desenvolvimento de redes cada vez mais eficientes e a criação de mais soluções de sustentabilidade para famílias e empresas. O investimento em inovação que acelere a transição energética foi reforçado para alcançar estes objetivos.

Ao longo dos próximos anos, a EDP quer investir em empresas com soluções suscetíveis de gerar impacto significativo nas diversas áreas de negócio do grupo. Este reforço na ambição da EDP Ventures mantém-se à escala mundial, espelhando a globalidade atual da EDP, que atualmente está em 28 mercados.

Com uma equipa de investimento ativa a partir de São Paulo, Madrid e Lisboa, um dos objetivos nesta nova fase passa pelo reforço da atividade de investimento nos grandes centros de inovação globais como Estados Unidos, Europa, Israel ou Extremo Oriente. De acordo com a empresa, nos próximos anos o investimento em inovação será determinante para encontrar as tecnologias e soluções que o setor precisa para fazer face aos desafios das próximas décadas. A aposta da EDP concentra-se em novas tecnologias de energia renovável, soluções de armazenamento e de flexibilidade, modernização e otimização de ativos de produção e distribuição, assim como geração distribuída, mobilidade elétrica, hidrogénio verde e descarbonização.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados