20 milhões de euros para apoiar a comunidade de inovação ucraniana é o montante disponibilizado pela iniciativa que a Comissão Europeia anunciou recentemente.

A Comissão Europeia, através do Conselho Europeu de Inovação (EIC), está a promover uma ação para apoiar a comunidade de inovação ucraniana, no montante de 20 milhões de euros, que visa reforçar, por um lado, a capacidade dos inovadores ucranianos para interagirem com o ecossistema europeu de inovação, entrarem em novos mercados e, por outro, beneficiarem dos instrumentos de financiamento europeus. Em suma, permitir a continuidade dos negócios das start-ups ucranianas e promover o seu crescimento.

Refira-se que, para mobilizar todos os recursos possíveis e fornecer apoio que possa ajudar a Ucrânia, o programa anual de trabalho do EIC foi alterado para lançar um convite adicional à apresentação de propostas da comunidade de deep tech da Ucrânia, que tem um forte potencial para criar inovações revolucionárias.

O programa, cujas inscrições começaram no dia 23 de junho, apoiará cerca de 200 start-ups deep tech com até 60 mil euros, a par dos quais o EIC oferecerá também apoio não financeiro, como, por exemplo, serviços de consultoria empresarial e matchmaking.

O apoio total de 20 milhões será disponibilizado na sequência da apresentação de propostas, uma ação que pode ajudar as start-ups ucranianas a competir nas oportunidades de financiamento do EIC. O Conselho Europeu de Inovação pode financiar as start-ups até 17,5 milhões de euros, numa combinação de subvenções e investimento de capital, podendo vir a atrair mais investimento privado.

Fortalecer os ecossistemas tecnológicos ucranianos e apoiar soluções inovadoras para reconstruir a economia e a infraestrutura ucranianas no pós-guerra, são os objetivos mais amplos desta iniciativa.

Comentários