Com o objetivo de aumentar a sua presença no mercado nacional, a Le Kiosque à Pizzas procura parceiros interessados em franchisar novos quiosques. Desta forma, quer ajudar a criar empregos nos pequenos centros.

A cadeia francesa de pizza artesanal Le Kiosque à Pizzas está à procura de novos parceiros para expandir a sua rede de quiosques no mercado nacional. Atualmente com oito quiosques já em funcionamento, concretamente na Guarda, Lagoa-Algarve, Caldas da Rainha, Chaves, Ericeira, Foros de Amora, Peniche e Lourinhã, os responsáveis do projeto têm prevista a abertura de mais um espaço nos próximos meses em Esmoriz. Também já têm fechado o licenciamento para a instalação de um quiosque em Sesimbra, o que poderá ser uma oportunidade para quem tenha interesse nessa localidade.

Como funciona o processo de exploração destes espaços de restauração? O responsável Marc Derrien, francês radicado em Portugal há quase 20 anos e representante da marca, explica que “ao adquirir um quiosque, o parceiro passa a ser o proprietário integral de um equipamento munido de todas as ferramentas – desde o forno e da amassadeira, ao WC e telefone para receber as encomendas – necessárias à venda e confeção diária das pizzas”.  Além disso, o contrato também prevê também formação.

A localização privilegiada dos quiosques, em pontos estratégicos de grande circulação, como as imediações de bombas de gasolina, junto à praia ou a supermercados, em cidades pequenas e médias ou em vilas, são os ingredientes para o sucesso do conceito, assegura o responsável do Le Kiosque à Pizzas.

Criar o próprio emprego
“Tal como em França, a nossa aposta é chegar a todo o país, fugindo dos grandes centros de Lisboa e Porto, que já estão sobrelotados de oferta, privilegiando os concelhos do interior, as cidades mais pequenas, e as localidades costeiras com vida balnear, por exemplo, que são uma opção muito interessante para este tipo de produto”, explicou Marc Derrien.  Por isso, a estratégia Le Kiosque à Pizzas de dinamização económica dos pequenos centros passa por encontrar parceiros que queiram investir num negócio local, criar o seu próprio emprego e mais postos de trabalho, numa lógica de empresas individuais em rede. “Procuramos pessoas que conhecem bem a sua terra e a potencial clientela, pois saberão melhor do que ninguém o que resulta, podendo também aconselhar-nos a melhor localização do quiosque e construir um negócio com base nesse know how. Não acreditamos que este seja um tipo de negócio para grandes investidores, mas para quem quer, literalmente, pôr a mão na massa”, sublinha Marc Derrien.

Para ser proprietário de um quiosque é necessário um investimento aproximado de 100 mil euros. Contudo, a equipa Le Kiosque à Pizzas pode ajudar o novo empreendedor a beneficiar de condições de financiamento mais favoráveis através da relação preferencial que desenvolveu com uma instituição bancária. “É necessário contudo que o parceiro tenha cerca de 30% de capital próprio. Sabemos que em Portugal o retorno tenderá a ser mais demorado, contudo é um negócio altamente rentável que permite ao fim de dois anos recuperar o investimento e desde o primeiro dia garantir um ordenado médio de 1200 euros. A vantagem é que depois de adquirir o quiosque, o proprietário não tem de pagar mais nada à marca”, realça Derrien. A confeção artesanal, a massa fresca feita diariamente em cada quiosque e a qualidade dos ingredientes (obrigatoriamente fornecidos pela marca) são os principais fatores de sucesso da marca.

Marca de origem francesa
A marca francesa Le Kiosque à Pizzas foi criada em 2004, tem uma rede de 450 quiosques em França, que funcionam num modelo de take-away. A marca desenvolveu um sistema de franchising que não contempla o pagamento de royalties, direitos de entrada ou taxas de publicidade, privilegiando a independência dos empresários. O projeto começou quando quatro donos de quiosques, ainda hoje os líderes da empresa, insatisfeitos com o tradicional sistema de franchising, decidiram unir forças e criar uma rede para empresários independentes, sem a obrigatoriedade de pagar royalties, direitos de entrada ou contribuições para publicidade.  A marca também já está em algumas localidades espanholas, e em Portugal, a marca iniciou a sua expansão em 2017 com a abertura do primeiro quiosque na Guarda.

Resumo:
Responsável: Marc Derrien
Produto: Quiosques de rua
Área: Venda de pizzas artesanais
Mercado: Nacional
Necessidade: Parceiros para franchising
Contacto: www.le-kiosque-a-pizzas.pt

Comentários