A Ukio concluiu uma ronda de financiamento e a portuguesa Bynd Venture Capital reforçou a sua participação na plataforma de arrendamento de apartamentos mobilados a curto prazo.

A Bynd Venture Capital, participou na ronda de investimento Série A de 27 milhões de euros da Ukio, uma plataforma de aluguer de apartamentos mobilados a curto prazo, destinada particularmente a nómadas digitais, presente em Portugal, Espanha e Alemanha.

Este é segundo investimento sociedade gestora de capital de risco portuguesa na start-up espanhola, depois de ter participado na ronda de 7,6 milhões de euros realizada em 2021.

Além da Bynd, esta ronda foi participada também pela Felix Capital, que liderou o investimento, pela Breega, pela Partech, pela Heartcore, pela Kreos Capital, a que se juntaram ainda vários investidores privados.

A start-up espanhola, fundada em 2020 pelos irmãos Stanley e Jeremy Fourtea, pretende agora cimentar a sua posição estratégica na Europa, incluindo Portugal, como uma solução adaptada ao estilo de vida moderno. Querer aumentar significativamente os seus colaboradores, desenvolver um serviço B2B para adequar os serviços a empresas internacionais e, ainda, expandir a sua presença noutros países europeus até ao final de 2023.

Com sede em Barcelona e presente também em Lisboa, a Ukio é uma plataforma que fornece apartamentos mobiliados para estadias de curto-prazo, sendo que o processo de escolha por parte do utilizador é totalmente digital.

Esta solução surgiu em resposta aos modelos de trabalho flexíveis que as empresas e colaboradores adotaram no pós-pandemia. A Ukio oferece alojamentos de acordo com as necessidades atuais de cada indivíduo, facilitando, através da sua plataforma, a procura de casa numa nova cidade ou país.

Atualmente, a start-up espanhola tem 500 apartamentos espalhados por Lisboa, Barcelona, Madrid e Berlim com uma taxa de ocupação de 96%.

Comentários