A tecnológica portuguesa Blip quer contratar mais de 100 pessoas até ao fim do ano. Entretanto, em setembro, arranca com o programa de estágios BETa.

A Blip planeia reforçar a sua equipa em mais de 100 colaboradores até ao final do ano para diversas categorias na área das Tecnologias de Informação (TI). A tecnológica portuense do grupo Flutter, especialista no desenvolvimento de software à medida para web e mobile na área das apostas online, pretende “reforçar a sua posição enquanto empregador de referência e alcançar o patamar dos 575 colaboradores ainda em 2022”, refere em comunicado.

“A expansão e crescimento da equipa estão integrados na estratégia da empresa e são um passo necessário para alcançar as suas metas. Face a 2021, o número de colaboradores da Blip deverá crescer cerca de 40%”, explicou Patrícia Carneiro, people director da Blip. E acrescenta que querem continuar a colocar o bem-estar dos colaboradores e a retenção de talento no centro da sua atividade, “sempre com o intuito de proporcionar experiências significativas e impactantes a todos os que passam pela empresa”.

De forma a pôr em prática esta estratégia de expansão, a Blip criou recentemente as primeiras equipas de Data, focadas no desenvolvimento de soluções para a FanDuel, marca que opera nos Estados Unidos.

Paralelamente, a Blip volta a promover o programa BETa que consiste em estágios remunerados de nove meses na área das tecnologias de informação direcionados para jovens recém-licenciados em engenharia, matemática ou design.

O programa arranca com mais de 40 estagiários e, à semelhança do que acontece com os colaboradores da Blip, estes também têm a oportunidade de escolher o modelo de trabalho que preferirem: remoto, híbrido ou presencial. “Com o programa BETa, a Blip pretende atrair talento jovem e qualificado e oferecer-lhe a possibilidade de ter uma primeira experiência no mundo profissional”, sublinha Patrícia Carneiro.

Comentários