A start-up portuguesa incubada no Taguspark foi premiada pela Headstart Innostars na área da saúde.

O Headstart Innostars, um programa promovido pelo European Institute of Innovation and Technology (EIT) Health, premiou portuguesa BAC3GEL. A start-up foi uma das 15 escolhidas no conjunto dos 150 projetos que se candidataram a esta competição europeia na área da saúde.

Incubada no Parque de Ciência e Tecnologia Taguspark, a BAC3GEL distribui modelos que permitem gerar infecções in vitro para descobrir e testar a eficácia de novos antibióticos de forma eficiente e reproduzível, como também para criar “mini-intestinos” no laboratório para auxiliar o desenvolvimento de suplementos alimentares, como probióticos e prebióticos. Através destes modelos, a start-up disponibiliza às indústrias farmacêutica e alimentar a possibilidade de desenvolverem novas terapias num menor período de tempo e a um custo reduzido.

Sebastião van Uden, CEO da BAC3GEL, frisou que este reconhecimento é extremamente importante para a start-up “não só pela entidade que o fez, mas também pelas oportunidades, experiências e parcerias que proporcionará”.

O CEO explicou ainda que o programa EIT Health Headstart tem como objetivo suportar e acelerar a transferência de tecnologias inovadoras da área da saúde para o mercado, “um suporte que é feito a vários níveis, nomeadamente através do acesso a uma rede europeia especializada em inovação para a saúde, desde fornecedoras de equipamentos, indústria farmacêutica, universidades e centros de investigação, um prémio monetário de 40 mil euros, com a possibilidade de competir por 10 mil euros adicionais, e o acesso a um business mentor”, esclareceu.

Comentários