Um estudo da Cisco revelou que a economia digital vai sofrer alterações radicais, com o número de utilizadores da Internet a aumentar para os 4,6 mil milhões.

Um estudo levado a cabo pela Cisco sugere que as conexões IoT vão aumentar na ordem dos oito mil milhões nos próximos quatro anos e o vídeo vai representar 80% de todo o tráfego da Internet.

O acesso às redes de wi-fi vai ter um papel fulcral na mudança do mundo digital. As casas com acesso a internet sem fios vão aumentar, de 65 milhões, em 2016, para 526.2 milhões em 2021.

A suportar as ligações IoT estão os serviços M2M (machine-to-machine; máquina-para-máquina), como as ligações às casas, aos serviços de saúde e aos transportes inteligentes, que vão, segundo as expetativas, representar metade dos 27.1 mil milhões de aparelhos previstos em 2021.

A média da velocidade de ligação à Internet também vai aumentar quase o dobro. Passará dos atuais 27.5 megabits por segundo para 53. Como consequência do aumento da velocidade e de utilizadores de Internet, o tráfego global vai aumentar em três vezes, passando dos 1.2 zettabytes para os 3.3 (um zettabyte equivale a 1099 mil milhões de gigabytes).

Ainda de acordo com o estudo, em 2021, no Reino Unido, os dispositivos ligados entre si vão crescer dos 5.7 por pessoa em 2016, para 9.4. O tráfego dos videojogos online vai ainda crescer em 12 vezes.

Já sendo responsável por ocupar 67% de todo o tráfego da Internet, o vídeo vai aumentar para 80% nos próximos 4 anos. O número de utilizadores vai aumentar de 500 milhões para 1.9 mil milhões. Serão vistos, em média, cerca de 3000 mil milhões de minutos de vídeos publicados online por mês, o que equivale a cinco milhões de anos de vídeo.

As realidades virtual e aumentada vão aumentar em 20 vezes, representando 1% do tráfego categorizado como entretenimento.

Leia também:  “A razão para precisarmos de mais mulheres business angel em Portugal

 

Comentários