A Altice revelou os vencedores da 5.ª edição dos prémios de inovação, distinguindo Dário Pedro no prémio de Academia e a Gooma no prémio direcionado às start-ups.

Já são conhecidos os vencedores da 5.ª edição do Altice International Innovation Award, evento na área da inovação tecnológica lançado em 2016 com o intuito de reforçar o posicionamento de Portugal no desenvolvimento da inovação.

O maior prémio em inovação tecnológica, na categoria Academia, foi atribuído ao projeto Collision Avoidance on Unmanned Aerial Vehicles using Deep Neural Networks, que se foca em veículos aéreos não-tripulados, autónomos e em rede, para prevenção da colisão com objetos de reduzida dimensão, procurando atingir níveis aceitáveis de segurança e confiabilidade, da autoria de Dário Pedro.

Já o projeto SenseGlove, um dispositivo médico de rastreio doméstico e portátil que complementa o convencional autoexame mamário e que está conectado a uma aplicação móvel, proposto pela start-up Glooma, venceu na categoria Startup.

O Prémio de Inovação da Altice Portugal destina-se a premiar empreendedores e start-ups em fase de incubação e com filial em Portugal ou França, bem como estudantes de mestrado e de doutoramento em Portugal.

A edição deste ano contou com uma novidade, a atribuição do prémio Inclusive by Fundação Altice, no valor de 15 mil euros, que acabou por distinguir o projeto Incluudo, uma plataforma inclusiva que possibilita a legendagem de meios, tradução, transcrição, descrição áudio e áudio inclusivo, uma solução baseada em inteligência artificial que combina máquinas com um toque humano e que é destinada a pessoas com deficiência e profissionais de tradução, transcrição e descrição áudio.

A Agência Nacional de Inovação (ANI) associou-se ao evento pelo quarto ano consecutivo e atribuiu o BfK Award à start-up Smartex.ai, que apresentou uma solução baseada em inteligência artificial e computer vision para inspeção em tempo real de têxteis.

Comentários